Explicação de demora...

Gente, mil perdões pelo sumisso...O meu blog estava dando erro toda vez em que eu tentava logar...sempre que eu apertava o botãozinho pra entrar ficava carregando até a conexão cair...Ficou assim desde a minha ultima postagem...

Tente, estou cheio de notícias pra contar e cheio de idéias...postarei assim que der, pois vou a uma festa jajá e estou meio sem tempo...

Beijão gente e até mais...

É natal, é natal...

Gente, essa época, para mim, é um período de recordações... de sentar na calçada com a Tati e fazer uma espécie de retrospectiva 2009. Todo ano é da mesma forma, pois todo mundo, ao nosso redor, tem fases... menos a gente.

Relembrar do passado bem distante, que queríamos que ocorresse esse ano novamente... lembrar dos namoros dos outros e mesmo dos nossos... lembrar das bebedeiras e das brigas... dos desentendimentos e dos cortes de cabelo... lembrar dos chutes e dos abraços... lembrar de tudo...

Lembrar dos amigos que tem suas fases também... fases de namoros, fases de festas, fases de gente grande... enfim, diversas fases... Fases de planejar ir embora, planejar beber, planejar roubar bancos...

No natal eu sempre me lembro de como era a vida quando eu tinha 14 anos... era tudo tão fácil... quebrávamos árvores e roubávamos presentes... era legal porque a nossa ceia era pizza com coca e acabávamos a noite no fliperama... Hoje a gente fica sentado na calçada em frente a avenida com um cigarro na mão e uma garrafa de vinho barato do lado...

Desejo a todos um Feliz e aconchegante Natal... um prospero Ano Novo cheio de realizações e sonhos novos...ahah...abração pessoal e até mais...ahh

Dedicado a Minha pequena Miss Sunshine, ao quase extinto Clube dos Canalha, ao museu da destruição, ao qual chamo de lar, e a todos aqueles que tentaram e tentam fazer esse dia milagroso...

Vamos falar de música...


Gente, fiquei lisonjeado quando o Arthur, do Em Crônicas e Contos me convidou para fazer parte dessa postagem coletivo que os caras do Furo LM e o Ká Entre Nós estavão promovendo...

Passei horas pensando sobre o que eu iria escrever...gente, não me veio nada na cabeça...então pensei e vi que a melhor parte sobre a música, na minha opinião é quando você aprende a real diferença entre um acorde e uma nota, uma clava e uma dissonante...ou seja, quando você aprende “música”...

Aprendi a tocar violão por acaso. Eu tinha uns 12 anos e um amigo estava tendo aulas com o irmão mais velho e eu fui lá também. Comprei meu primeiro violão dias depois por 23 contos. Eu o chamava de Pedra, porque para fazer uma pestana era necessária uma pedra de tão ruim que ele era. Minha primeira namorada me dava uns toques. Ela tocava melhor que eu...

Ganhei minha primeira guitarra quando eu estava no primeiro ano e pra ser sincero eu era horrível. Eu a chamava de Adriana, nem sei porque. Ficava a noite inteira fazendo barulho até que os vizinhos reclamavam e minha mãe me obrigava a parar. Vendi-a anos depois, para um babaca que tocava comigo, para comprar Charlotte, minha atual guitarra. Melhorei muito nesses anos que se passaram. Entrei em bandas e montei outras. Normalmente eu era expulso por falta de interesse, mas também se não, os caras queriam passar anos tocando sempre a mesma porcaria.

Toquei violino durante uns anos e toquei no quarteto de cordas durante uns outros, mas sai por que quase nunca aparecia para os ensaios... Sempre fui muito desleixado em relação a ensaios, nunca fui muito de passar mais de um mês tocando as mesmas músicas...gostava de variar...

Pois é, esse foi um pouco da minha vida como músico... não foi muito doida, mas foi bem Rock n’ Roll...



O que eu curto? Bem, escuto de tudo... desde Brega até Trash... Nunca abri mão de uma boa ópera ou de um bom blues... Minha vida sempre foi bem regada de clássicos... Nasci ouvindo Raul, depois foi Led e Iron... meu pai gostava de alguns clássico, mas não de todos... Ele tinha uma velha fita que nunca ouvia, certa vez cheguei em casa e pus pra rodar... me apaixonei de primeira pelo lado A quando tocou AC/DC e pelo lado B quando tocou Kiss... Nunca nos entendemos sobre essas bandas...

Ouvi bastante Enya durante minha adolescência e tempos atuais gosto de Sarah Brightman... Ouvi muito Metallica e Guns n Roses... mas também gosto de alguns clássicos do pop, como o ilustre Roxette e o Rei Michael...

Minha top 5 vai de:
1 – Falling Slowly - Glen Hansard and Marketa Irglova
2 – Nostalgia - Jun Maeda e Ryo Okabe
3 – Sinta Vontade de Ficar - Canto dos Malditos na Terra do Nunca
4 – History - Funeral For a Friend
5 – Eversleeping - Xandria


A meus amigos antes de morrer...

Há lugares dos quais vou me lembrar por toda a minha vida, embora alguns tenham mudado.
Alguns para sempre e não para melhor. Alguns se foram e outros permaneceram.

Todos esses lugares tiveram seus momentos, assim com amores e amigos, dos quais ainda posso me lembrar.
Alguns estão mortos e outros estão vivendo em minha vida, eu mesmo já amei todos eles.

Mas de todos esses amigos e amores não há ninguém que se compare a você que tanto me foi importânte.
E essas memórias perdem o sentido quando eu penso no amor como uma coisa nova.

Embora eu saiba que eu nunca vou perder o afeto por pessoas e coisas que vieram antes,
eu sei que com freqüência eu vou parar e pensar nelas em minha vida, e que eu amo mais a você...

Obs.: Texto baseado na música In my life do The Beatles...
Obs2.: Respostagem do dia 30/07/09...

Um a um...

Ainda sem muitas novidades e sem muitos progreços...trago-lhes uma versão desta belíssima composição da banda Beirut... Elephant Gun...


Se eu fosse jovem, eu fugiria desta cidade
Enterraria meus sonhos no subsolo
Como eu, nós bebemos até morrer, nós bebemos esta noite ...

Longe de casa, elephant gun*
Vamos derrubá-los um a um
Nós os deitaremos, eles não serão encontrados, não estão por aqui ...

Que comecem as estações! - elas rolam como devem
Que comecem as estações! - derrube o grande rei

E rasgam o silêncio do nosso acampamento à noite
E rasgam a noite ...

E rasgam o silêncio do nosso acampamento à noite
E rasgam o silêncio, tudo que é deixado é o que eu escondo
...

*Elephant gun: é uma arma de calibre largo. Ela tem esse nome porque originalmente eram feitas para uso de caçadores de elefantes ou outras caças perigosas.

Nesse jardim que chamamos cidade... parte II

“no inverno fica tarde + cedo
só depois de perder você descobre que era só um jogo
um jogo que não acaba nunca e nunca acaba empatado
se foi um sonho, se foi o céu, eu não sei
eu que não sei perder, perdi o sono
na escuridão, na escuridão”



Ontem fui atrás de resolver o meu problema com esse meu amigo e ele nem pra dar as caras... o ruim é que ele vai viajar sexta e nem sei se ele volta... a ultima coisa que quero é que alguém se mande com raiva de mim...

Ontem o meu dia foi bem legal... trabalho calmo, vi uns amigos, rodei a cidade, conheci uma menina... foi bem legal... tirando o fato dele não ter aparecido...

Cara, fui com o coração na mão pra assumir o meu erro e a cara pronta pra levar um soco, mas ele vai e fura e até agora não entrou nem no msn...

Gente, to meio assim, sem cabeça pra escrever... depois eu conto o desenrolar, ok... Abraço gente...


Obs.: Trecho da música “no inverno fica tarde + cedo”, Humberto Gessinger...

Nesse jardim que chamamos cidade...

Mesmo que encontrássemos outro Éden,
não teríamos condição de desfrutá-lo perfeitamente
nem de ficar lá para sempre.

- Henry Van Dyke
O meu Éden tá meio difícil de encontrar... as vezes fica longe... as vezes me perco... sei lá... tudo anda tão sem graça e a certeza de não poder fazer o que eu quero me mata.

Detesto me sentir acorrentado, mas acho que assim é melhor... um dia eu paro e esqueço do que quero... ae todo mundo fica bem...

Cara, eu te peço desculpas pelo que eu fiz e hoje vou tentar me redimir... vou tentar me desculpar contigo. Foi errado da minha parte, sei disso. Por isso que vou abrir mão do que eu quero por ti...

Sei que não fui um bom amigo, mas sei que pelo menos agora posso fazer alguma coisa de bom... se é que se pode chamar isso de “bom”...

Eu só queria encontrar um buraco e enfiar a minha cabeça lá em baixo...

Confusão básica...

Hoje é domingo e continuo com a mesma cabeça com que estava ontem quando cheguei em casa pela manhã.

É chato ter só que olhar e lamentar o erro que cometi ontem... Cara, eu nunca lamentei tanto por ter entendido algo errado como lamentei ontem. Cara seria tão bom se eu não estivesse errado... se eu tivesse agido como adulto ou como burro e lesado mesmo.

Eu queria... realmente queria que estivéssemos certos naquilo, mas como foi um erro então esqueçamos, pois não sei se quero voltar a cometê-lo... mesmo me conhecendo bem, pois sei que eu cometeria novamente e novamente.

Don Juan está sangrando, assim como sua mão estava...

"Outro dia para todos os ternos e gravatas
Outra guerra para lutar
Não há uma estima para a vida
Como eles dormem a noite?
Como nós podemos fazer coisas certas?
Quero apenas fazer isto certo"

Obs.: Trecho da música We believe, Good Charlotte: http://www.youtube.com/watch?v=z_fH1_60DZQ&feature=channel

Final de ano... grande coisa, nam...

É meio estranho quando chegamos a essas épocas do ano... Épocas em que, por mais que você não queira, te tocam... Natal pra mim é sinônimo de jogar pedra em árvores, família viajando (cada um para seu rumo), festas até não querer mais e ex voltando a perturbar...

Sei lá, esse ano eu nem sei o que vou fazer (assim como são todos os anos)... acho que vou ficar em casa mesmo ou, quem sabe, viajar pra bem longe...

É engraçado, mas eu parei agora pra pensar no meu passado... estava vendo umas fotos e umas mensagens... Cara, é tão chato lembrar que é sempre você que estraga tudo, no caso eu quem sempre estrago tudo... Sou sempre eu que vacilo e te faço terminar. Sou sempre eu que troco tudo por você e largo meus amigos, mas se troco você por eles, então, eu te perco, assim como aconteceram várias vezes...

Sei que hoje faríamos 1ano de namoro, mas você não está aqui. Sei que vacilei, mas você também não ajudou. Na nossa primeira briga séria nós terminamos... Sei que você pode sempre me culpar por eu ter chegado em ti só porque queria pegar a sua amiga, mas você é que sempre chamava os meus amigos de maconheiros e psicopatas... Se não fossem esses erros nós nunca teríamos nos conhecido...

Hoje, eu sei bem o quanto sinto sua falta, mesmo sendo mentira. Eu queria pelo menos ter alguém pra conversar no dia do nosso aniversário de 1ano...

Por nós e por eles... afinal, sou só um babaca que concertava aspiradores e corações...

Quantas vezes estive aqui
Quantas vezes eu me perdi
E quantas vezes eu me perdi no oceano
Se você não estivesse lá para me salvar

Estamos à velar, a velar todas as noites
Nós estamos à deriva, à deriva sozinho excetuando
Não pra mostrar o quão necessitados estamos
Mas eu gostaria de curar suas feridas se você se machucar

Quantas vezes já te magoei
Quantas vezes você já me machucou
E quantas vezes eu fiquei sobre meus joelhos
Implorando, implorando por favor que me perdoe

Estamos à velar, a velar todas as noites
Nós estamos à deriva, à deriva sozinho excetuando
Não pra mostrar o quão necessitado estamos
Mas eu gostaria de curar suas feridas se você se machucar

Obrigado por ter sido tão paciente comigo
Eu tenho sido mais fraco do que eu devia ser
Desespero e inveja cegam minha mente
E eu não podia ver como é que você está tentando por mim


Só preciso de companhia...

Obs.: Esta música chama-se Alone Apart de autoria de The Swell Season, banda de Glen Hansard (da banda irlandesa, The Frames) e Marketa Irglova (pianista clássico tcheca e vocalista).

Quem quiser ver um vídeo...
http://www.youtube.com/watch?v=P7Ypmm_5gxw&feature=related

Para Pensar...

Às vezes construímos grandes sonhos em cima de grandes pessoas. Depois percebemos que grandes eram só os sonhos, pois as pessoas eram pequenas demais.
Mesmo estando no caminho certo, se você ficar sentado será atropelado.
Suba na vida, mas não faça das pessoas os degrais.
A vida é uma festa: a gente chega depois que começou e sai antes que acabe.
Quando se está certo, ninguém se lembra;
E quando se está errado, ninguém esquece.




Texto de autoria desconhecida, mas que me faz ver o quanto sou idiota em acreditar...

Dedico este post a Paulo Lacava, um grande amigo desconhecido e mentor de caminhos próprios...


Sem sair do meu lugar...

Hoje está sendo um dia lindo aqui na cidade. Sol ameno, feriado, sem trabalho, férias na faculdade. Tudo perfeito.

Passei o dia vendo documentários, olhando pela janela e tomando café...

Bem, queria trazer a vocês uma bela música de autoria de Caetano Veloso e José Almino... Vocês já devem ter escutado em algum lugar...


Lisbela

Eu quero a sina de um artista de cinema
Eu quero a cena onde eu possa brilhar
Um brilho intenso, um desejo, eu quero um beijo
Um beijo imenso, onde eu possa me afogar

Eu quero ser o matador das cinco estrelas
Eu quero ser o Bruce Lee do Maranhão
A Patativa do Norte, eu quero a sorte
Eu quero a sorte de um chofer de caminhão

Pra me danar por essa estrada, mundo afora, ir embora
Sem sair do meu lugar
Pra me danar, por essa estrada, mundo afora, ir embora
Sem sair do meu lugar

Ser o primeiro, ser o rei, eu quero um sonho
Moça donzela, mulher, dama, ilusão
Na minha vida tudo vira brincadeira
A matinê verdadeira, domingo e televisão

Eu quero um beijo de cinema americano
Fechar os olhos fugir do perigo
Matar bandido, prender ladrão
A minha vida vai virar novela

Eu quero amor, eu quero amar
Eu quero o amor de Lisbela
Eu quero o mar e o sertão
Eu quero amor, eu quero amar
Eu quero o amor de Lisbela
Eu quero o mar e o sertão

Porque eu vivo assim, mas ainda estou em busca da minha Lisbela...

Mudanças e riscos...

"Crescer significa mudar e mudar envolve riscos,
uma passagem do conhecido para
o desconhecido."


- Autor desconhecido

Adivinha quem vem para jantar...

Rotineiramente desqualificamos testemunhos e exigimos
comprovação. Isto é, estamos tão convencidos da justeza de nosso
julgamento que invalidamos provas que não se ajustem a ele.
Nada que mereça ser chamado de verdade pode ser
alcançado por esses meios.


- Marilynne Robinson, The Death ofAdam

A ESCURIDÃO SE APROXIMA

Nada nos deixa tão solitários quanto nossos segredos. - Paul Tournier

Uma confluência de caminhos

Duas estradas se bifurcaram no meio da minha vida,
Ouvi um sábio dizer.
Peguei a estrada menos usada.
E isso fez toda a diferença cada noite e cada dia.

Larry Norman (pedindo desculpas a Robert Frost)

Será que da pra entender?

Se eu conseguisse me lembrar de uma coisa de cada vez
Eu tenho a impressão de que entenderia tudo
As palavras antiquadas estavam logo ao meu lado
Noites sem respostas,
Pedaços de calor,
Admiração por um lugar distante,
Apenas isso...
Eu estou vivendo apenas repetindo essas coisas
O que eu seguro nessas duas mãos
São as gotas do tempo
Eu as seguro e aperto levemente
As memórias esquecidas e as palavras perdidas
São as únicas coisas que não me fazem acreditar que ainda estou vivo...

Obs.: Estas pelavras foram ditas em algum lugar dentre a rua 8 e a minha casa pela voz que esqueci de lembrar...

Final de semana... ahhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!!!

Finalmente chega o final de semana, a felicidade a mil e os trabalhos me deixando doido...nam...

Ontem fiz minha prova...num sei se fui bem, mas adorei a prova...teve festa e eu até toquei...um amigo pediu ao vocalista para deixar que eu tocasse uma música, ae eu fui...o povo pediu Matanza...toquei Bom é quando faz mal e o Clube dos Canalhas... acho que eu acabei foi espantando o povo com aquelas letras, pois não sobrou quase ninguém na quadra...

Hoje passei o dia inteiro lendo e relendo... mal entrei na net, mas baixei um filme... ganhei 1h de net e jajá voltar aos trabalhos, pois quarta ta chegando e tenho debate a participar...

Tive boas noticias essa semana e peço desculpas por não ter respondido e nem comentado nos blogs dos amigos, é a falta de tempo que me mata e me deixa louco...

Bem, acho que vou encerrando por aqui e depois eu volto...

“Sempre que um sino soa um anjo ganha suas asas...”

Ontem e hoje foram dias lindos... estava gostando tanto da névoa límpida que fez essas manhãs. Ando conhecendo muita gente nova e divertida esses últimos meses no trabalho.

A faculdade anda parada, final de semestre é sempre assim. Essa semana se completa os 10anos de criação do Centro de Ciências Humanas, onde estudo. E mesmo a faculdade já tendo mais de 40anos, esse campus ainda é novo.

As paredes caindo, péssima localização e sem falar que o descaso com a gente das humanas é explicito. O pessoal da área da saúde, que ficam no CCS, são prestigiados com laboratórios e áreas de lazer. Enquanto a gente fica com uma favela do lado e uma rachadura no chão que logo vai se abrir com o próximo terremoto que der.

Mas tudo bem, as nossas reclamações, que nunca são aceitas pela coordenação geral, nos dão prestigio perante os outros alunos e órgãos das humanas de outras instituições.

Tirando isso tudo, as coisas andam bem. Ando bastante ocupado com esse final de semestre que a minha cabeça já está pra explodir. São trabalhos de mais, certo que isso da pra levar, são coisas demais a fazer que mal me sobra tempo para respirar.

Só essa semana eu tive que entregar uma mini-monografia do meu projeto de pesquisa, um trabalho como 2ªchamada da cadeira da minha orientadora e amanhã tem prova. Semana que vem tem mesa-redonda sobre o livro A Republica de Platão, três trabalhos chatos pra entregar. Tirando isso é só alegria, pois o mês termina e junto dele as aulas...

Como eu mesmo escolhi isso, vou aproveitar...

“Os contatos com o mundo estão indicando tendência à idealização nos relacionamentos ou na vida profissional, que talvez não corresponda à realidade. Ficam enfatizados os ideais não realizados, os sonhos que por algum motivo foram deixados de lado. Eles agora pedem atenção.”

Lembranças...

Nesses últimos dias venho me recordando de certas coisas que aconteceram na minha vida. Coisas estranhas e divertidas. Como encontrar amigos de séculos, ouvir músicas que já não toco mais ou mesmo lembrar das pessoas que se foram...

Há alguns dias encontrei uma velha amiga. O engraçado é que por mais que o tempo passe, ela não muda. Continua da mesma forma... acho que ela só ficou mais linda e mais doida... a gente marcou de se ver, mas um acabou furando com o outro... igual fazíamos naquele tempo.

Estava vendo os meus velhos CDs e encontrei algumas raridades, como Twisted Sister, Iron e meu bom e velho Ac/Dc... encontrei uns CDs de ópera e algumas composições minhas... já tinha esquecido delas fazia séculos...

Venho recebendo noticias chatas de velhos companheiros de estrada que vem deixando o nosso meio... Já era chato ter que se despedir após uma jornada, se despedir dessa forma é ainda pior... Lembrei de uma velha amiga que conheci no instituto há uns séculos atrás. Não me recordo do que ela tinha, mas me recordo de seu bom humor e de seus cabelos castanhos... me recordo do bom gosto que ela tinha para livros e das caretas que ela sempre fazia quando comia a comida de lá...

Nossa amizade não durou muito já que ela faleceu alguns meses depois... Lamentei não ter visto ela uma ultima vez, mas sempre sorriu quando penso no que ela acreditava... e por mais que eu não queira, a sua companhia vem me ajudando desde aqueles dias... Te agradeço menina estranha com quem dançava nos corredores até cair...


>>>O céu me disse que sentia falta dos seus amores e da pressa como você fazia as coisas - Para minha pequena e simples Amelia Earhart, que sempre segurava estrelas no céu...

Tarde de livros e músicas... pensando no que vou fazer depois...


Olá gente, desculpe a minha ausência desse final de semana, mas é que eu tive muitos trabalhos da faculdade e foi vestibular esse domingo ae fui ver a rua dos bares, no centro, que estava lotado de gente.

Hoje é segunda... tudo meio parado... ontem fui dormir umas 2h da manhã... cabeça cheia e tumultos pelas ruas...

Recordei-me de que certa vez dedicaram uma música a mim e desta vez eu estou fazendo o mesmo e o engraçado é que é do mesmo filme...

Meet Me on the Equinox
Death Cab For Cutie


Encontre-me No Equinócio

Encontre-me no Equinócio
Encontre-me na metade do caminho
Onde o sol está empoleirado em seu ápice
No meio do dia

Deixe-me dar meu carinho a você
Deixe-me pegar sua mão
Enquanto andamos na luz que vai escurecendo
Ou querida entenda

Que tudo, tudo termina
Que tudo, tudo termina

Encontre-me no seu melhor comportamento
Encontre-me no seu pior
Para isso não haverá pedra sobre pedra
Ou bolha que resta a ser estourada

Deixe-me deitar a seu lado, minha querida
Deixe-me ser seu homem
E deixe nossos corpos entrelaçados
Mas entenda sempre

Que tudo, tudo termina
Que tudo, tudo, tudo termina

Uma janela
Uma tumba aberta
O sol rastejando
Através de seu quarto
Um halo
Uma sala de espera
Sua última respiração
Movendo através de você

Como tudo, tudo termina
Tudo, tudo, tudo termina

E tudo, tudo termina


...porque eu ainda estou tentando aceitar isso...

Obs.: Este é o vídeo para quem quiser conferir... http://www.youtube.com/watch?v=-DxUWGSiyt4

Suas estrela...

As pessoas têm estrelas que não são as mesmas. Para uns, que viajam, as estrelas são guias. Para outros, elas não passam de pequenas luzes. Para outros, os sábios, são problemas. Para o meu negociante, eram ouro. Mas todas essas estrelas se calam. Tu, porém, terás estrelas como ninguém... Quero dizer: quando olhares o céu de noite, (porque habitarei uma delas e estarei rindo), então será como se todas as estrelas te rissem! E tu terás estrelas que sabem sorrir! Assim, tu te sentirás contente por me teres conhecido. Tu serás sempre meu amigo (basta olhar para o céu e estarei lá). Terás vontade de rir comigo. E abrirá, às vezes, a janela à toa, por gosto... e teus amigos ficarão espantados de ouvir-te rir olhando o céu. Sim, as estrelas, elas sempre me fazem rir!

Frase de ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY, como eu sempre disse...

Corpo cansado...

Hoje o meu dia foi cansativo... Dormi às 3h da manhã e tive que acordar às 8h... fui ao Fórum falar com a chefe e de lá fui ao Anexo, onde trabalho... detalhe que é do outro lado da cidade...

Depois do trabalho fui à biblioteca, que estava fechada, e de lá fui pegar fila no banco... cheguei em casa morto... comi e agora estou aqui... me ajeitando pra sair de novo...

Gente, hoje não vou poder responder os comentários, mas amanhã com toda certeza responderei a todos, pois terei mais tempos...

Jajá irei trabalhar em um projeto de pesquisa e depois fazer um fixamento do livro A República... pense numa coisa chata... e mais tarde ainda tem prova... nam...

Para encerrar vou citar uma frase que meus pais sempre recitavam antes de partir...

Nunca ore suplicando cargas mais leves, e sim ombros mais fortes.”
(Philips Brooks)
Até mais gente...

Live and let die...

É minha cara...por vezes eu venho notado que ela não gosta do fato de você querer ser ela, pois assim não sobrará espaço pra ela nessa história...acho que isso tudo não passa de ciúmes que ela tem de você...então Minerva, voe de volta para os canalhas que te fazem sorrir...Sei que não somos bons, mas também não somos maus...não somos vilões, mas somos Anti-heróis...Conseguimos tudo de doido e tudo de divertido...Então minha pequena e quase frágil Mhaíra...Live and let die...ahh


Obs.: Queria agradecer aos 101 que fazem deste blog a minha paixão...

Sorte e azar...

Odeio aqueles backes que nos trazem de volta das explicações que tínhamos... certa vez eu estava me achando inteligente, certo que era só pra ver se ele parava com aquelas aulas chatas, ae papai chegou e disse assim: “Só vou parar de ensinar quando souber mais que eu.”, ae a minha cara caiu e ele me desafiou... Adorava ser desafiado...

Séculos depois, eu já estava tão mudado, mas sabia que eu não era quem eu queria ser, ae chega aquele velho e diz assim:

Ao escrever, interrompemo-nos aqui e ali, num trecho mais bonito, mais bem sucedido que os demais e, depois dele, subitamente não sabemos como prosseguir. Algo estranho está ocorrendo. É como se existisse um sucesso maligno ou infrutífero, e talvez se deva ter noção desse sucesso para entender o que há de fato com o verdadeiro. No fundo, há duas senhas que se confrontam: o “uma vez por todas” e o “uma vez só é nada”... ¹

Ae eu não tive duvidas, ele explicou a forma como escrevo e ainda me disse de quem eu copiei isso... a minha cara foi no chão e não quis acreditar... mas tudo bem, hoje eu ainda não posso dizer que sou o melhor, mas posso dizer que estou quase tão bom quanto você velho...


¹ Frase dita por Walter Benjamin, em algum lugar de sua vida...

Novas manhãs e sonhos doidos...

Hoje eu pude comprovar o quanto sonhos esquisitos nos afetam... ontem na aula um amigo me contou um sonho doido e dessa vez fui eu... não foram pesadelos normais, foram pesadelos marcantes... tipo aqueles em que você vê alguém morrer e fica se perguntando se isso foi profético...

Domingo Tati me confessou um sonho dela que achei muito estranho... refleti bastante sobre essas coisas ontem enquanto eu dormia, mas minhas conclusões foram, em parte, tiradas...

Agora estou aqui, maquinando meu trabalho que tenho que apresentar mais tarde e mal comecei... estou muito motivado para viver, o sol dessa manhã e o sorriso de uma senhora me fez lembrar daqueles tempos de sentar e relaxar na praça do bosque esperando você sair da aula e me buscar...

Acho que sei até onde vou passar o ano novo, só guarda um lugar pra mim na tua agenda...

Tenho que ir pegar os livros que ganhei esse final de semana e ver se consigo dar um jeito no pc da sócia... bem, o Spirit ta me dizendo para voltar, sei que é isso o que eu quero, mas não posso ir agora... me da só mais 1min ae eu descido...

Bom, então até mais...

Ainda era noite: 03h45

Hoje eu acordei mais cedo
Tomei sozinho o chimarrão
Procurei a noite na memória... procurei em vão
Hoje eu acordei mais leve (nem li o jornal)
Tudo deve estar suspenso... nada deve pesar
Já vivi tanta coisa, tenho tantas a viver
Tô no meio da estrada e nenhuma derrota vai me vencer
Hoje eu acordei livre: não devo nada a ninguém
Não há nada que me prenda

Ainda era noite, esperei o dia amanhecer
Como quem aquece a água sem deixar ferver
Hoje eu acordei, agora eu sei viver no escuro
Até que a chama se acenda
Verde... quente... erva... ventre... dentro... entranhas
Mate amargo, noite adentro, estrada estranha

O maior esconderijo, a maior escuridão.
Já não servem de abrigo, já não dão proteção.
Holofotes iluminam a libido e o vírus.
O poder e o pudor, os lábios e o batom.

Que a chuva caia como uma luva, um dilúvio, um delírio.
Que a chuva traga alivio imediato.
Que a noite caia, derrepente caia tão demente quanto um raio.
Que a noite traga alivio imediato.

Nunca me deram mole, não (melhor assim)
Não sou a fim de pactuar (sai pra lá)
Se pensam que tenho as mãos vazias e frias (melhor assim)
Se pensam que as minhas mãos estão presas (surpresa)

Mãos e coração, livres e quentes: chimarrão e leveza
Mãos e coração, livres e quentes: chimarrão e leveza

... ilex paraguariensis...
... ilex paraguariensis...
... ilex, agora paciência...


Obs.: Música linda do Sr Gessinger, um poporri com as músicas "ilex paraguariensis" e "Alívio imediato"...

Obs2.: Isso ae reflete bem o como foi a noite de ontem e o como tava a minha cabeça...

Aos dias...

Quão feliz é o destino de um inocente sem culpa

Esquecendo o mundo e por ele sendo esquecido

Brilho eterno de uma mente sem lembranças

Para cada oração aceita um desejo é renunciado


- Homenágem digna a Alexander pop...




“...feliz são os esquecidos, pois tiram a melhor desforra de seus erros...”

- Nietzsche

E se...?


- E se mudássemos de assunto? - interrompeu a Lebre de Março, bocejando. - Estou a aborrecer-me de morte com isto. Proponho que a menina [Alice] nos conte uma história.

- Desculpem, mas não sei nenhuma - disse Alice, muito assustada com a sugestão.


Lewis Carrol, "Aventuras de Alice no País das Maravilhas".
Tradução de Margarida Vale de Gato.


Que se dane o mundo que eu não me chamo Raimundo!!!

Hoje eu acordei meio assim...sei lá...com aquelas vontades de gritar: Que se dane o mundo que eu não me chamo Raimundo!!!

To com raiva porque fiquei esperando uma resposta e nada veio... Perdi tempo comentando sobre isso e eu mesmo me senti um pé no saco porque DR pra mim é coisa de criança...

Sei lá... eu tinha tanta coisa a fazer... livros a ler, gente a visitar, coisas a aprender e não, fiquei esperando a resposta, se bem que nem sei pra quê, ae aparece você com esse sarcasmo cínico e me derruba... nam, vai ser babaca assim no inferno...

Mas tudo bem... por um lado o meu dia foi bom... acordei atrasado pro trabalho e to até agora sem nem ter tomado café... vou ler um livro e relaxar, afinal, amanhã tem sol pra aturar e pesquisa a fazer...

Esperar é perda de tempo para caras como eu...

Sobre tudo e nada...

É chato quando você para e assume que perdeu e nem me animo por ter ganho... esperava que a amizade fosse mais forte do que a raiva que teimo em acreditar que imperou entre a gente... Só me responde, "o que você esperava ganhar?"

Estou aqui, sentado no mesmo lugar de todas as manhãs, ouço músicas que falam sobre a primeira vez que fiz isso... que te magoei... você talvez nem lembre e com certeza não deve lembrar mesmo...

Lembra da música que disse que escrevi? Pois é, conclui ela a séculos, mas queimei as folhas para que a sua lembrança vá embora junto delas ao vento...

Muita gente vai me chamar de idiota por estar te contando essas coisas, mas eu nem ligo... Nunca liguei... só queria que soubesse que não fiz isso por mal e nem por egoísmo, mas foi porque eu não quis que você fosse cobrada por erros que eu cometi... Acho que você nunca entendeu isso e me doi pensar assim...

Às vezes eu deixei a sua curiosidade me dominar... acho que eu só queria ser ouvido...

Sabe quando o jogo muda? Sabe quando você se arrepende por pisar fundo nos sentimentos de alguém? Pois é, mesmo não querendo admitir eu mudei de idéia, mas mesmo assim, eu já havia decidido, eu não quero mais perder tempo...

Eu havia decidido volta e te dar certas explicações, mas acho que já não importa mais, não é? Esse mês mostrou que seria assim mesmo, já que nem eu e nem você tem mais força pra continuar brigando... o meu temperamento é maior que a sua arrogância...

Então, como é assim que você mesma decidiu, vou respeitar e voltar a ser como era antes, um qualquer um... já que fui eu mesmo que pedi para ser assim...

Respostas...

(...) Se nossa amizade depender de coisas como espaço e tempo, então, quando finalmente dominarmos os dois, teremos destruído nossa fraternidade! Mas, supere o espaço e tudo o que nos resta é o Aqui. Supere o tempo, e tudo o que nos resta é o Agora. E entre o Aqui e o Agora, você não acha que a gente pode se ver de vez em quando?

Fragmento retirado do livro Fernão Campelo Gaivota, Richard Bach...


“... sua verdadeira natureza vivia, tão perfeita como um número não escrito, em toda parte e ao mesmo instante no espaço e no tempo.”

- idem

Bem, hoje está sendo um dia lindo... manhã de céu nublado e trabalho tranqüilo. Levantei-me na hora e tomei banho. Sai antes da minha mãe acordar. No caminho do trabalho pensei sobre a vida e sobre várias outras coisas.

Uma amiga veio me ver e tomei meu café em paz. Passei a manhã ouvindo músicas instrumentais e lendo recados. Aprendi um pouco mais sobre o meu emprego e sorri do vento...

Hoje eu trouxe para mostra uma bela música de uma interprete sem igual, Sarah Brightman, com a música Capitão Nemo... Estava devendo ela como explicação para uma amiga mais teimosa que eu...


Sob a superfície tão cristalina
Todos estavam realmente tensos
Esperando ali
Ela tinha seu próprio mundo, tal como eu tinha o meu
Iremos por caminhos diferentes até a próxima vez
Não há palavra alguma para dizer
Enquanto meu amigo nada para longe

Capitão Nemo disse, "OK"
(Cinco, quatro, três, dois, um)
Então eu levantei minha mão e acenei
Capitão Nemo foi embora
(Ame-me quando eu me for)
Me deixou sozinho, Nemo está indo para casa

E enquanto eu a observava,
barcos da polícia se aproximaram
Uma força estranha, nos perseguindo como fantasmas
"Gostaria de ficar aqui e brincar por um tempinho
Mas eu preciso tomar o meu caminho ..."
O mais caloroso dos sorrisos
Então ele mergulhou para o meio das ondas
Junto das outras baleias


Obs.: A imagem é de um dos 5 lagos do Instituto inhotim, Brumadinho, Belo Horizonte...

Vir a tona...

Toda vez que a gente para pra imaginar rumos novos para as nossas vidas sempre acontece de termos que abrir mão de certas coisas. Acho isso muito chato porque odeio desistir de algo e odeio parar e dizer a mim mesmo que eu perdi.

Por diversas vezes já mudei de rumo e disse a mim mesmo que nunca mais me perderia, mas ae não dava uma semana e lá estava eu de novo, no mesmo caminho de sempre.

Andei pensando em como minha vida era e em como ela irá ser... Acho que as frustrações e as magoas que percorreu o meu caminho me fizeram ver que nada tinha importância a não ser o caminho que traçaram por mim antes mesmo de eu nascer.

Não estou dizendo que irei abandonar nada, só que irei mudar... Mudar como? Mudarei meu modo de agir, as besteiras que faço, a nostalgia de apagar em um banco da praça sem ninguém do lado e mesmo assim sorrir...agora eu quero abraçar o mundo, tanto o meu quanto o nosso...

Quero abraçar as coisas vivas que encontrar e sorrir por não conseguir dormir por oito dias... Quero viver os extremos, iguais os que eu via correr anos atrás... anos de gloria em que eu não era tão criança assim...

Cominhos são feitos para serem percorridos e de vez em quando poder vir a tona e respirar um pouco de ar...

Aos pensares...

"Já perdoei erros quase imperdoáveis, tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis. Já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém. Fiz amigos eternos, amei e fui amado, mas também já fui rejeitado, fui amado e não amei. Já gritei e pulei de tanta felicidade, já vivi de amor e fiz juras eternas, quebrei a cara muitas vezes! Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já liguei só pra escutar uma voz, me apaixonei por um sorriso,já pensei que fosse morrer de tanta saudade e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo)! Mas vivi! E ainda vivo! Não passo pela vida... e você também não deveria passar! Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é MUITO para ser insignificante."


Chaplin.


Homenageio estas linhas a uma amiga, uma sutil e singela Guria...pois é pra viver uma unica vez, mas de verdade...

Selos...

Este foi o primeiro selo que recebi... Ganhei da Laah do blog Killer Doll



Este não tem tarefa...

Indico a:
1 Menina de botas
2 Suri A menina sem cérebro
3 Cantinho She


Este eu recebi da minha amiga Laah, tmb...do Killer Doll



Regras:Responder as seguintes perguntas:

1.O que um blog deve ter não somente para você segui-lo, mas para seguir e participar?

Acho que deve possuir conteúdos interessantes e algo mais que possa chamar a atenção, tanto no visual quando no conteúdo...

2-Qual foi o principal motivo que te levou a abrir seu blog?

Acho que expor os meus pensamentos e os de quem quiser expor através do meu espaço...

3-O que os selos representam no seu blog?

Ah, representa a afinidade que os meus amigos tem por mim e eu, em retribuição, por eles...

4-Existe algum motivo no mundo pelo qual você abriria mão de continuar com o blog? Qual(s)?

Acho que há sim, mas espero que isso nunca chegue a me impor...


Indico este selo para:

1 wanessa mháira
2 ~*rafasonehara.
3 Conexão Tech

Este selo eu recebi da amiga Tay

1.Exibir o selo em seu blog :



2.Publicar regras: Certo

3.O link de quem te indicou: http://fractionsfrommylife.blogspot.com/

4.Responde o meme:
*6 características suas:
Alegre, doido, estranho, distraído, nada curiosa.
*6 vícios:
noite, bolo, pizza, postar no blog, internet, perturbar.
*6 coisas que te fazem sorrir:
amigos, notícias, os comentários no meu blog, acordar cedo, meus gatos brincando, professores que faltam aula.


5.Repassar a doze blogs que te fazem sentir e pensar:

http://doceguria.blogspot.com/
http://portaldabelle.blogspot.com/
http://marielindorfer.blogspot.com/
http://keniachan.blogspot.com/
http://manu-desouza.blogspot.com/
http://universodelara.blogspot.com/
http://sivirinaxikxik.blogspot.com/
http://permitaser.blogspot.com/
http://jogandoconversas.blogspot.com/
http://marciamaral.blogspot.com/
http://meudiariosumiu.blogspot.com/
http://killer-doll-laah.blogspot.com/

Bem e como ultimo selo da coleção... vos mostro o que recebi de uma grande amiga, Claudia Porto...vamos as regras

REGRAS

1- Exibir o(s) selinho(s) no seu blog;



2- Dizer quem indicou e citar o blog da pessoa;
Fui indicado por uma doce guria e amiga de momentos inspirados:
Claudia Porto

3- Responder as seguintes perguntas:
* Qual seu doce preferido com morango?
Ah, chocolate e tudo quanto é sorvete...

* O que você prefere no morango, as cores, o cheiro ou o sabor?
Acho que gosto do cheiro e de tudo que podemos fazer com ele na cama...

* Como seria seu Mundo de Morango perfeito?
Ah, seria a coisa mais cheiro do mundo...

4- Indicar para os 5 blogs preferidos;
* Só Podia Né?
* sunny day
* Saudável
* Psychopath Cinderella
* frαctions from my life

5- Avisar os indicados

Pra já...

Agora, os selos prometidos e dedicados



Este selo foi dado por Bia Monteiro,

uma grande amiga de blogs...

representando a AMIZADE

e o calor de todos...

Sintam-se a vontade de

pegar e expor nos seus blog




Este selo me foi oferecido pela Cris do blog Vou Nessa...

Não o conheço bem, mas o peguei do blog de Bia Monteiro

e o ofereço a todos da comunidade blogueira

para pegar...

Representação de carinho e respeito a todos...

Por umas e outras que digo...

É necessário estar sempre bêbado. Tudo se reduz a isso; eis o único problema. Para não sentirdes o horrível fardo do Tempo, que vos abate e vos faz pender para a terra, é preciso que vos embriagueis sem cessar. Mas de quê? De vinho, de poesia ou de virtude, a vossa escolha. Contanto que vos embriagueis. E, se algumas vezes, nos degraus de um palácio, na verde relva de um fosso, na desolada solidão do vosso quarto, despertardes, com a embriaguez já atenuada ou desaparecida, perguntai ao vento, à onda, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo o que foge, a tudo o que geme, a tudo o que rola, a tudo o que canta, a tudo o que fala, perguntai-lhes que horas são; e o vento, e a vaga, e a estrela, e o pássaro, e o relógio, hão de vos responder: É hora de se embriagar! Para não serdes os martirizados escravos do Tempo, embriagai-vos; embriagai-vos sem tréguas! De vinho, de poesia ou de virtude, a vossa escolha.


- Baudelaire


Homenagem a minha cara Joy...amiga das madrugadas e companheira de banda...


Obs.: Gente eu agradeço aos 50 seguidores e prometo logo por os selos que recebi...com carinho

Obs2.: O link da Joy, para quem quiser conhecer mais dessa ilustre figura: http://vanpirah.blogspot.com/



Kim Sousa

This is Halloween...This is Halloween...


Halloween, uma das melhores festas na minha opinião...há séculos que não há uma aqui na cidade, mas ontem teve uma numa cidadezinha aqui perto, mas o trágico é que não fui...tava sem grana...mas tudo bem...

Ontem, quase todo blog que eu olhei falava dessa festa...acho que vou escrever algo diferente dessa vez...ao invez de falar da origem do Halloween ou sobre o próprio Halloween, vou falar sobre a história de um personagenzinho esquecido...Nosso ilustre Jack Lanterna...

Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um 31 de outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma. Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede. Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transforme em uma moeda. O Diabo concorda. Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz. Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano inteiro. Sem opção, o Diabo concorda. Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade. Mas a mudança não dura muito tempo, não.

No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore. O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco. O diabo promete partir por mais dez anos. Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça. O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.



Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre. Tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada. Sem alternativa, vai para o inferno. O diabo, ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada. Mas, com pena da alma perdida, o diabo joga uma brasa para que Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo. Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando. Os nabos na Irlanda eram usados como seu "lanternas do Jack" originalmente. Mas quando os imigrantes vieram para a América, eles acharam que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos. Então Jack O'Lantern (Jack da Lanterna). na América passa a ser uma abóbora, iluminada com uma brasa.

Sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O'Lantern (Jack da Lanterna). Quem presta atenção vê uma luzinha fraca na noite de 31 de outubro. É Jack, procurando um lugar.

Sei que hoje é dia de finados ou de Festa Todos os Santos, também conhecida como Festum omnium sanctorum. Postei um dia depois pra demonstrar a minha falta de crédito com o mundo...

Ontem eu cheguei tarde e acordei mais tarde ainda... nem pude curtir o Halloween direito, só a parte em que um pivete roubo a minha cerveja e pintou o meu cabelo de azul...ae ele viu o que é travessura...

Pois é, espero que tenham um ótimo final de feriado e uma grande semana...bye...


Elfo mentiroso...

Hoje eu resolvi fazer um post diferente dos normais... decidi escrever sobre algo mais... resolvi falar sobre Lucy e a história de Elfen Lied...

Anime/Mangá baseado num poema de Lynn Okamoto, mesmo criador da série, que conta a história de um ser que tudo o que desejava era ser perdoado... Vocês deveriam assistir... O anime possue influencias artisticas fortissimas, como os quadros famosos do pintor simbolista austríaco Gustav Klimt e o belissimo canto gregoriano usado na abetura do anime intitulado Lilliun, que é este transcrito a seguir...

A boca dos justos
Anuncia a sabedoria
E sua língua
Proclama o direito

Bem aventurado o homem que
Sofre a tentação
Porquê, depois que tiver sido provado,
Receberá a coroa da vida

Senhor fonte de bondade
Senhor, oh fogo divino, tende piedade

Oh quão santa,
Quão serena,
Quão benevolente,
Quão agradável,
Essa virgem criatura

Oh quão santa,
Quão serena,
Quão benevolente,
Oh casto lírico.


O primeiro e o segundo verso são respectivamente Salmos (36:30) e Tiago (1:12).



A você, minha pequena...

Hoje fiz uma versãozinha de Sweet Child O'Mine, música bastante tocada do Guns'n'Roses...A ofereço a uma pessoinha ali que de tanto me fazer raiva me faz amá-la... A você minha pequena e adorével criança...


Ela tem um sorriso que me faz lembrar dos tempos de infância. Quando tudo era fresco como o brilhante céu azul. Às vezes, quando olho seu rosto, ela me leva para aquele lugar especial e se eu olhasse por muito tempo eu provavelmente perderia o controle e choraria.

Ooooohhh
Minha doce criança



Ela tem olhos como o azul do céu. Como se eles pensassem na chuva. Eu odeio olhar naqueles olhos e notar algum traço de dor. Seu cabelo me lembra um lugar quente e seguro. Onde, quando criança, me escondia e rezava para que o trovão e a chuva fossem para longe de mim calmamente.

Para onde vamos?
Para onde vamos agora?
Para onde vamos?
Minha doce criança


Obs.: As fotos meio góticas são em homenágem a ela, que é meio esquisitinha mesmo...

Nunca Mais...

Não é o que se pode chamar de uma história original, mas não importa: é a vida real! Acordar de madrugada vindo de outro planeta, sentir-se só. Uma criança num berço de ouro e a ferrugem ao seu redor. Os muros da cidade falavam alto demais. Coisas que ela não podia mudar nem suportar. Ela quis voltar para casa, cansou da violência que ninguém mais via. Viu milhões de fotografias e achou todas iguais.

Conta pra mim o que te fez chorar
Nunca mais quero te ver chorar!
Conta pra mim o que te fez chorar
Nunca mais quero te ver chorar!
Nunca mais!!!

Ofereci abrigo, um lugar para ficar e ela me olhou como se soubesse desde o início que eu também não era dali. E quando sorriu ficou ainda mais bonita. Tinha a força de quem sabe que a hora certa vai chegar. Lágrimas no sorriso, mãe e filha, chuva e sol. Segredos que não podia guardar, e não conseguia contar.

Ainda ando pelas mesmas ruas. A cidade cresce e tudo fica cada vez menor. Agora eu sei que a vida não é um jogo de palavras cruzadas. Onde tudo se encaixa. O que será que ela quis dizer com 5 letras, começando com a letra 'A'!?!



Conta pra mim o que te fez chorar
Nunca mais quero te ver chorar!
Conta pra mim o que te fez chorar
Nunca mais quero te ver chorar!
Nunca mais!!!




Obs.: Esta é uma das melhores músicas do Humberto Gessinger e uma que me faz lembrar dos tempos de andar pelas ruas e acreditar que tudo era eterno...Esta ai o vídeo para checar...

Obs2.: As duas fotos posteriores são de autoria de José Sobral e a primeira eu desconheço...


http://www.youtube.com/watch?v=aB5881kOB0I

Segunda nublado...


Hoje o dia está sendo muito foda... pra começar, eu acordei umas 10h com os gritos da minha tia dizendo que iria morrer, ae eu pensei logo...ave largaram a pobe de novo...mas não, é que ela fez a proeza de quebrar a torneira da área de trás... ae a minha mãe foi pular de onde estava e rasgou a saia, depois o meu cunhado(marido da minha irmã) correu pra pegar uma torneira nova e minha irmã foi fechar as gerais de água da casa...e ainda o PC tava sem net...

Minha família é normal, já deu pra sacar, né?

Fui tomar banho e cadê a água? Abri a geral da casa de cima e lá foram mais reclamações sobre a torneira que ainda não estava no lugar...tomei banho mesmo assim...

To ouvindo Riot e tomando meu café... vo jajá assistir Final Fantasy VII, assim que terminar de baixar...



Hoje é segunda-feira e to cheio de coisa pra fazer... acho que vou ver um povo hoje e depois organizar minha bagunça que ainda anda feia... odeio feriado porque o centro fecha quando a gente mais precisa comprar alguma coisa. Faz uma semana que tenho que comprar esse livro para uma mesa redonda com a professora na facul e ainda nem li...



Essa é a Killy, uma gatinha linda que se uniu recentemente a família, mas como ela é anti-social mal me deixou tirar a foto... mas tirei mesmo assim... Ela conseguiu escapar dos irmãos dela que arrancaram o olho da pobe...mas hoje ela está bem melhor do que quando a encontrei...

Pois é, esse ta sendo o meu dia...acho que vou ao cinema com a minha irmã e o marido dela...quando eles estão na cidade é desenho o dia todo...bye...

Domingo...


Hoje é domingo...um domingo ensolarado e tranqüilo, do tipo que se pede pra ficar deitado na cama até mais tarde, sem fazer nada...mas não pra mim que detesta dormir e perder tempo...

Hoje to cheio de coisas pra fazer. Tenho livros a ler, gente a perseguir e amigos a ver...é tanta coisa pra fazer que já to até com preguiça de começar e logo porque o meu dia só foi começar as 11h depois que tomei a primeira xícara de café do dia...

Jajá tem almoço e depois sessão de pesquisa e escrever artigos...enquanto escrevo isso eu tiro o lodo das unhas que aquela maldita arvore deixou ontem...é nojento...Depois eu vou ver se da pra organizar os arquivos e escrever um pouco do meu projeto da faculdade e me livrar logo disso...

Estou ouvindo Skid Row e Brian Adams... jajá vou por Sarah Brightman e tentar entender o que ela diz enquanto geme na introdução de Captain Nemo, ou de quem ela realmente estava falando naquela música...

Mais tarde vou a casa da minha sócia ajeitar o PC dela e depois voltar pra casa e rever umas coisas...vou terminar de compor umas músicas e dar inicio a banda de barzinho que tenho com um amigo...dormir cedo porque amanhã, apesar de ser feriado, tenho muito a fazer...

Ficando bem...

Versão de Here I Go Again (tradução)
Whitesnake

Aqui Vou Eu De Novo

Não, eu não sei aonde eu estou indo
Mas com certeza eu sei onde estive
Esperando as promessas nas canções de ontem
E eu mudei de idéia
Eu não vou mais perder tempo

Embora eu continue procurando por uma resposta
Eu pareço nunca encontrar o que procuro
Oh Senhor eu rezei pra me dar forças pra continuar
Pois eu sei o que é
Andar sozinho na solitária rua dos sonhos

E aqui vou eu sozinho de novo
Descendo a única rua que eu conheci
Como um nômade eu nasci pra andar sozinho
E eu mudei de idéia
Não vou perder mais tempo

Apenas mais um coração que precisa de resgate
Esperando pela doce caridade de algum outro
E eu vou segurar a onda, pelo resto dos meus dias
Pois eu sei o que é
Andar sozinho na solitária rua dos sonhos

...

O céu me disse que sentia falta dos seus amores e da pressa como você fazia as coisas - Para Amelia Earhart, que sempre segurava estrelas no céu...

Me mal dizendo...




Ah...hoje eu acordei com o pé errado e as costas pro passado...sei lá...acho que eu só estava mesmo era precisado de um pouco de vida mesmo...

Passei a semana inteira enfornado em trabalhos paralelos e nem tempo pra estudar pra essa maldita prova de hoje à noite eu tive. Prova esta que eu já venho fugindo há semanas e nem o livro tive tempo ou paciência pra ler.

Hoje eu quero mesmo é vu ar...pra bem longe...pra puta que pariu e além... só pra esquecer que posso ter a minha primeira reprovação no stórico da facul...

Hoje eu acordei pra ficar deitado na cama, sem pensar em nada além do mundo aqui dentro...mas lembrei que tinha que trabalhar...me joguei no chuveiro e depois no guarda-roupas ae só depois tomei café as pressas e sai atrasado...

É chato você caminhar, descer a rua e olhar pros lados e vê que todo mundo é triste e sem sentido...se bem que depois de um tempo a gente que nota que somos nós que somos tristes...

Acho que desde que eu comecei esse regime de álcool e cigarro que ando tão bem e ao mesmo tempo triste...mas vou tentar continuar assim...afinal, para de fumar é melhor do que começar a fumar...

To precisado de experiências boas, pois matar baratas e ler mofo não é bem o que eu chamo de diversão...

Já são quase 12h e tenho que sair...vou matar o excesso e ler o maldito livro pra prova...depois da aula vou ver se eu saio pra comer sushi no super-mercado em frente e de lá de volta a vida real que eles teimam em me forçar a viver...

00:01h

Coisas insignificantes: Chove muito, as ruas transformam-se em rios, molho os pés, molho as pernas, chego a casa a escorrer, chove dentro de casa, espalho toalhas no chão, ouço um som grave, olho para cima e vejo o tecto do quarto cair em câmera lenta, o estuque e o cimento desfeitos em cima do tapete de lã, dos papéis. Passado um bocado, resolvo atirar tudo para a lista das coisas insignificantes. Não sei se isso é bom ou mau. O que me preocupa agora é se acabo por me afeiçoar ao buraco no tecto do quarto. É um círculo muito bonito.

Pensamentos encontrados em épocas e cabeças diferentes, só não lembro bem onde...

Posts sem sentido...



O tempo corre apenas para um lado...


O Tempo é uma andança

que a gente humano

foi combinando

Não tem ele não

Mas todo mundo de tanto acostumar

acabou achando que tem sim!

... de verdade só o agora flui ...



Adaptado de pensamentos encontrados ao léo

















"Matamos o tempo, mas o tempo nos enterra..."
- M. de Assis

Pra dizer que eu não sorri...

Sabe... tem coisas que acontecem com a gente que nos deixa de boca aberta... Certa vez eu estava num cyber (a porcaria da minha net fez o favor de pifar, isso sem falar que o cabo quebrou misteriosamente junto da telha do vizinho...se bem que eu acho que eu dei uma ajudinha quando tentei entrar pela janela...nunca mais faço isso...) ae minha sócia, que num tinha mais o que fazer, foi perturbar o meu pobre juízo...

Ela me mostrou um blog, parecia mais o blog da Barbie (foi o que um amigo me disse...)... Era cheio de treco pra todo lado...Tudo muito colorido, totalmente diferente do meu que é lindo, cheiroso e tem até uma Les Paul Preta (igual a que eu quero comprar assim que roubar um banco) ali em cima...

Pois é... Ae, num deu uma semana eu conheci essa menina, uma ruivinha do cão que não me deixa em paz... e pra minha surpresa era a dona daquele blog e não a Barbie...agora ela me largou, viajou e agora sim que comecei a sentir falta dela... Cara, fazem quase duas semanas que ela foi... to pirando...

A gente se falou por telefone, acho que nos falamos por umas 3h na manhã de uma quarta ae... trocamos mensagens e nos xingamos por msn... Pois é...a gente se ama...

Voltando ao assunto, que é mais interessante que a minha vida... Eu estava olhando o meu blog, ae tinha um comentário dela falando uns treco ae...e ela tava me seguindo... eu disse assim pra mim mesmo: “Valha? Quem é essa menina?”... Pois é... comecei a ler os posts dela e fiquei boquiaberto com o que eu vi ali...

Cara, ela escreve muito bem e de forma TPMnástica ela se expressa... muito massa o jeito dela... Eu fico até me perguntando de onde ela tira tanta doidiça...

É sério... eu achando que era eu que escrevia desse jeito, mais ela é melhor que eu...olha só o que eu encontrei nos posts dela...

“A mulher que cuida da casa é bem estranha... tipo me assustei quando vi ela pela primeira vez... num é que ela seja feia.. é que ela sorri demais... saca aquele sorriso de psicopata?... Pois é.. esse mesmo! E tinha a filhinha dela! Uma pirralha que em certos momentos encarnava o demônio de tão danada... A menina come de tudo... arroz, feijão, carne, sal, pasta de dente... cola... esmalte de unha....odorizador sanitário...rsrsrs coisas normais... Sem falar que não deixa ninguém em paz...

Ai.. apareceu agora um Doutor... um dentista.... alto, de olhos verdes e louco! sim.. pirado pirado....ficava dizendo que estava ouvindo um celular tocando... ate cantou a musiquinha pra mim! ( O.o)... só se for mesmo o celular do além, dançando na sala... isso às 1 da manha... trilha sonora: Ivete sangalo! rsrsrrs...”

Cara, cai de rir quando li isso. Tipo assim, ela já tinha me contado essa história e eu até cai de rir, mas ler do jeito dela é bem mais engraçado... quase me mijei de tanto rir...

E ela bota fotos loucas e põe comentários mais neuróticos ainda... por isso que adoro essa ruiva do cão... e se você me deixar eu juro que te jogo de cima do Arco... ahahahhh...

Tem gente que diz que nós somos como esse casal ae...

Té doido é?

Se bem que eu acho nós estamos mais pra esse ae...

Saca a correntinha...ahhh

ou esse...

Fodão, né?

Sendo como for...adoro essa menina doida... sinto tua falta viu, então volta logo...

Música...

Acho que não há nada de mais interessante que isso... é até meio engraçado estar falando desse tema, principalmente porque estou no computador da sala de recepção do meu trabalho...

Estou ouvindo Rough Boy do ZZ Top, uma baladinha clássica e com arranjos lindos, isso sem falar nos solos de quase 2min entre estrofes...

Antes eu estava ouvindo History do Funeral for a friend e agora estou ouvindo Luka (Oh combinação doida essa, não?), uma música que fala sobre você nem ligar se perdeu alguém ou não, o mundo continua a girar mesmo assim, pense se isso não é certo...?

Horas depois estou aqui esperando o tempo passar pra mim ir pra casa, mas ainda faltam uma hora e meia...tô morrendo de fome, mesmo não tendo nada a ver com isso. As meninas que saem da aula de manhã sempre olham pra dentro da nossa sala e se pergunta o que é aquilo? Já que a gente só abriu as portas há menos de uma semana...

Voltando a música... Eu estava ouvindo um ao vivo do Matanza, indo de Meio Psicopata até Whisky Para Um Condenado... se não fosse o computador novo da nossa sala isso tudo ainda nem teria começado...

Temos novas companhias na sala, uma linda menina de cabelos amarelos veio desde ontem nos visitar e fazer companhia depois das 10h... o nosso robie é ficar olhando e comentando as meninas que passam na calçada, se bem que só tem broto quente...

Bem, estou só esperando para ir pra casa, mas antes, uma passadinha no centro pra fazer umas coisas...



VII Semana de Historia da UEVA
09 a 13 de Novembro

Visite o blog e dê sua sugestao!

http://shuva2009.blogspot.com/

Gato pingado de Allstar apertado...



Tantas vezes eu já me perguntei o que leva uma pessoa a gostar de outra. Eu nunca entendi ao certo o que é esse sentimento que une as pessoas. A única coisa que eu sei e entendo muito bem é de como perder garotas. Isso eu sei bem...

Muitas vezes meus amigos me chamaram de doido e de besta por fazer idiotices. Já vacilei com diversas meninas. E até venho aqui e peço desculpa por tudo, mas eu não faço por mal. Eu nunca fiz. E eu chego até a nem ligar.

Sou tão mazela nesse assunto... E foi-se o tempo em que era só estalar os dedos e as meninas vinham, hoje não, temos que conquistar e logo agora com a preguiça que ando?

Outra vez Chris fez a burrada de trocar o horário da sua apresentação pra 1h da manhã, exata hora em que Charlotte tocaria em outro bar. Foi vacila dele, principalmente porque ele sabia que ela se chatearia com isso. Que casal mais triste esse... Eles terminaram logo depois...



Sei lá, acho que existem mil e um de caras iguais a mim espalhados pelo mundo. Algum deve estar se dando bem agora mesmo, enquanto eu, bem, ando na mesmice.

Certa vez conheci uma menina. Muito massa, gente boa e até meio estranha, pois ela acha interessante as besteiras que eu falo. Espero que ela entendenda que é dela que falo. Pois não quero explicar, principalmente porque toda vez que nos encontramos eu estou bêbado. E talvez você tenha realmente pego abuso da minha cara...

Certa vez você me disse o que achou quando me viu pela primeira vez, mas eu não te disse o que eu realmente achei. Vou ficar te devendo essa. E ainda mais porque sei que mal nos vemos, e principalmente porque sou muito chato.

Sabendo que no mundo há mil e uma das pessoas que você quer ver e eu posso ser só mais uma dessas pessoas. Sei que se sentarmos numa calçada farei as mesmas besteiras que faço, a menos que você tenha paciência e me espere mudar ou mesmo se acostumar comigo, pois adoro a tua companhia.

E como disse Chris ao sair do AP de Charlotte depois de terminarem e eu aceito suas palavras como minhas: “Você é minha favorita, minha e de mil e um desses gatos pingado de allstar apertado”...

Garotos Perdidos...

Sabe do que é mais engraçado em lembrar-se dos nossos tempos de escola? É do que nos chamavam. Eu caia de rir dos apelidos que as meninas da oitava série me chamava. Eu nem ligava porque aquilo me dava era mais popularidade, sem falar que elas sempre queriam algo mais do que só rir da minha cara e me aproveitava.

Clube dos Canhalhas anos atrás...
Montei o Clube dos Canalhas anos atrás pra simbolizar, não só a nossa amizade e cumplicidade, mas para dizer que éramos garotos doidos mesmo.

Dizem que o destino sempre nos trás o que precisamos. Talvez isso seja verdade ou talvez não. Mas ter nos unido foi coisa de gênio ou de burro mesmo, pois juntos nós conseguimos até ir à lua. Por isso que eu confirmo, o destino só pode fumar maconha por ter trazido essa galera pra essa cidade na mesma época.

Certo que nossos planos raras vezes dão certo, mas sempre arrumamos o que fazer. Lembro do dia anterior ao show do Matanza quando gastamos a grana de cerveja vendo o jogo do flamengo e depois fomos afogar as magoas comendo pizza.

Nós somos o que os pais chamam de garotos perdidos já que a ultima coisa que queremos é prestar. Afinal de contas, o que é prestar? Desde os meus 12anos que eu sou assim, então, se eu prestei antes eu nem me lembro, mas eu nunca prestei mesmo...

Ah...só sei que anos depois vamos olhar pra trás e vê que tivemos sim histórias boas pra contar...e melhor que isso tudo, poderemos ver e agradecer pelas amizades que constituímos, pois é isso que eu acho importante.

“... quanto mais velho você ficar mais você vai precisar das pessoas que conheceu quando jovem...” Assim mesmo disse Pedro Bial...

Wish you where here

Estas são as palavras certas para demonstrar a falta que alguém faz, mesmo sendo alguém que já se foi há séculos.

Wish you where here talvez tenha a mesma tonalidade que I miss you. Pois é bem triste olhar pra trás e vê que aquela velha companhia já não estava mais ali há muito tempo. E quando Jorge pergunta se você teria coragem de trocar o céu pelo inferno, ou mesmo um céu azul por uma dor. Sei lá, mas há aqueles (covardes) que são capazes de trocar uma participação coadjuvante numa guerra pelo papel principal em uma jaula.

E só o que posso dizer é o quanto eu queria que você estivesse aqui. Talvez você até possa me ajudar ou talvez eu mesmo cometeria os seus mesmos erros idiotas ou com um murro na cara você me levasse pra casa, onde eu iria espernear e gritar dizendo que queria beber mais.

Sinto a sua falta, mesmo nunca admitindo que você foi importante. Você me ensinou muita coisa ruim e muita coisa boa, também. Muitas vezes usei o seu nome pra conquistar garotas, inventei e remui fatos sem importantes só pra dizer que você foi tudo.

Sabe do que eu sempre vou lembrar? Lembrarei que entre a minha casa e o bar eu te perdi. Lembro que no espaço de tempo que você me dava cerveja eu via que você não me suportava mais. Acho que foi isso que te fez ir embora aquela época. Qual é? Eu só queria jogar vídeo game e esquecer que você era um saco!!!

Sabe aquelas musicas idiotas que você tanto ouvia? Pois é, eu aprendi a gostar anos depois. Uma das coisas que mais me arrependo é de não ter aprendido a te ouvir e nem ter dado importância a suas dores. E pode até dizer que eu não presto, mas cresci a sombra de alguém que também não era muito diferente. Espelhos refletem o que tentamos esconder...

How I Wish you where here

Sítio do Bosco – Luau e noites frias...

Era sábado de manhã quando Josué me liga dizendo que o sítio estava chato e que ainda tínhamos que pagar uma taxa de oito reais a mais pelo luau. Cara, isso foi drástico já que ninguém havia dito nada sobre esta taxa. Davi ligou-me minutos depois pedindo um repelente de insetos.

Eu ainda estava me acordando, ressaca do cão e a falta de coragem de sair. Estava esperando uma ligação da Taty pra confirmar e se ela chegasse e dissesse que não estava com tanta vontade de ir eu diria logo: “Vamos ficar por aqui e comer pizza com Vodka a noite toda mesmo...”, sem nem pensar duas vezes.

Ela me ligou as nove e tanto dizendo que estava vindo aqui pra casa. Sentei na calçada com um copo de café e pra baixar o cabelo pus o gorro. Esperei quase uma hora até que Wagner chegasse e dissesse que iam junto. Massa, assim o ônibus não fica chato.

O que mais me deixou doido foi quando o Ticiano disse que a Taty estava na rodoviária. Caraça, a minha casa era do outro lado da cidade, não tinha nem como errar. Pior é que a gente só iria embarcar a 1h da tarde e ainda eram 11h.

Quase tudo ajeitado. Estava com o repelente do Davi, mas tinha esquecido o carregador de celular do Josué. Cheguei à casa do Ticiano e fomos almoçar. Então a coragem de ir foi diminuindo e quando Taty confirmou que tinha esquecido a identidade em casa eu disse: “Massa, vamos mais não”.

Uma hora depois estava eu na fila pra comprar a minha passagem. Taty e Ticiano já haviam comprado as deles antes. O mais engraçado foi ver a cara do Wagner quando olhou pra minha mão e disse que tinha esquecido a identidade também. Eu ri e depois falei que já nem se preocupasse, não tinha mais passagem mesmo.

Os meninos foram de ônibus e nós de topic. Muito engraçado ver as piadas do GG sobre o fato de Débora não ter ido pra Jerí... Cai de rir quando o Bruno2 quase ia sendo atropelado por um carro de boi, mas depois tudo bem. Fomos pra Tianguá. Nos juntamos a Ticiano e Taty.

Piada massa foi quando Josie perguntou pelo Wagner. Ae disseram: “Ele ta ali no cyber”. Caraça, o cara vem de Sobral só pra olhar o orkut? Ahh...

Pegamos um taxi e um litro de cachaça prata e fomos. A estrada estava ruim demais, mas conseguimos chegar. Pagamos oito reais a mais por causa do Luau, oh chatice de Luau isso sim. Nos reunimos com o povo e fomos enxer a cara tomando banho na piscina natural. GG arrasava com as piadas e sempre roubava a cena e os flashes...

No abismo estava tendo campeonato de Asa Delta e Rapel. Fomos dar uma sacada. Havia tanto gringo que o meu queixo caia de tanto broto quente.

A noite caia e a paisagem ficava melhor. A neblina já estava tomando de conta de tudo. Eu e o Wagner fomos jogar sinuca, ganhei e depois foi a vez de Josie e Lidy... Muito engraçado vê-las errar sempre... Mas foi legal mesmo assim.

Fomos fazer o nosso próprio luauzinho particular no penhasco. Toquei algumas músicas do Matanza e Vinicius algumas da Andréa Martins. Acho que todos, até eu mesmo, estavam mais interessados em ver a paisagem do que ouvir música. Fiquei bebendo e olhando as cidades.

O Luau começou, fomos pra frente da fogueira e caímos de rir do fato de termos fugido do Carnabral, mas ele veio a nós mesmo assim, pois a banda tocou axé. Se bem que acabaram tocando muita música boa (Até balão mágico tocaram...).

Frente ao precipício...

Ficamos conversando e bebendo a noite inteira... o Luau terminou e quase todos foram dormir, eu mesmo fiquei me entretendo até de manhã, bebendo e olhando pro mundo lá em baixo...Eu já estava me sentindo como Nietzsche olhando as coisas minúsculas lá em baixo, mas acho que foi só efeito do álcool mesmo.

De manhã fomos tomar café. A mesa estava linda. Sentamos todos em mesas diferentes.

A trilha foi uma das melhores idéias do mundo. Uma caverna muito da linda segurava tudo lá em cima, fiquei foi com medo depois que vi aquilo tudo, mas adorei cada centímetro daquilo tudo. Paisagem maravilhosa. Irônico foi o GG dizendo que aquela trilha não era pra quem fumava e de tanto dizer que algo ruim iria acontecer ele caiu de bunda e saiu deslizando barranco a baixo e as arvores que acabaram o ajudaram a não se estabacar lá em baixo...

Voltamos para um banho matinal na piscina natural. Regado a cachaça, pois ninguém conseguia entrar na água sem estar dormente pelo álcool. Muita piada e muita doideira.

Antes da hora do almoço me sentei com GG, Bruno, Debóra e Ticiano pra tomar cerveja no sol. Experiência massa e muita conversa boa.

Todos foram almoçar, como eu estavas em fome fui me deitar, estava quebrado pela noite nada dormida. Taty também não sentia fome e foi me fazer companhia. Deitamo-nos debaixo de uma árvore onde dava pra ver todos os brotos quentes que passasse em direção a piscina natural.

Agradeço a todos ali presente pelo ato de generosidade de fazer vaquinha pra comprar coisa pra comermos (Taty e eu). Estávamos com fome e por isso agradeço de coração. Mesmo não lembrando de quem doou, mas agradeço a todos.

Fomos tomar nosso ultimo banho na piscina natural. Regado com as duas ultimas garrafas de cana. Haviam uns pivetes frescando e pulando na piscina. GG tentava de todo jeito tirar eles dali, mas se bem que todos já estavam achando que ele tava era zuando com os pivetes mesmo. Entrei na água e junto na brincadeira. Eu até cheguei a apostar com os meninos pra ver quem pulava mais longe e conseguisse chegar na avenida lá em baixo ou mesmo quem conseguisse pular de ponta na pedra do chão da piscina, mas os pivetes eram medrosos demais pra aceitar a afronta...

A nossa topic chegou pouco depois de desarmarmos as barras e dar uma ultima olhada no abismo e no balanço. O nosso final de semana ainda não havia terminado, mas nossa estadia no Bosco sim. Rumamos pra casa deixando lembranças ótimas e votos de retorno aquele local...

Chegamos a Sobral por volta das 7h da noite e a decisão foi de ir ao Motor Fest no centro de convenções, mas essa é outra história...

Pré-via

Hoje acordei de bom humor. Nunca entendi o porquê de quase nunca ser assim. Ouço músicas que falam de histórias de amor e me pergunto se um dia alguém escreverá uma sobre mim. Foi algo que escrevi anos atrás.

Gosto de ver a minha vida como se fosse um filme. Gosto de imaginar que conseguimos parar e avançar em câmera lenta. Queria tanto recordar das coisas que achei importante quando vi. Dedico frases e pensamentos, mas quem é que me ouve gritar?

Sempre precisei de alguém que me ouvisse chiar, mas aquela menina de cabelos vermelhos já pegou abuso de mim. Ando como se fosse apenas eu nas ruas. Durante muito tempo as pessoas me ensinaram a achá-las sem importância e isso me endureceu.

Por diversas vezes tentei me esconder do mundo, mas sempre que me abro para alguém a faço fugir. Penso se haverá alguma mulher que me segurará e não me deixará fugir. Acho que é isso que eu sempre quis.

Encontrei nas festas e nos copos de vodka o prazer e a melancolia de estar só e ao mesmo tempo a felicidade de estar com as pessoas que acho importante. Costumo sentar e pensar o quanto a fumaça dos cigarros me ajudava a compor.

Nunca entendi ao certo se o destino existia ou não, só sei que ele sempre me surpreende. E a força das mascaras que me rodeiam me fazem odiar sentimentos.


“Acho que encontrar alguém especial é encontrar alguém que possa te aturar e te suportar dez minutos de cada vez...”

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness