Retrospectiva 2013... Tá ficando cada vez melhor...


E mais um ano se encerra... Nem parece que já faz meses que eu escrevi esta mesma frase, aqui mesmo no blog... Recapitular é sempre bom, então vejamos o que aconteceu nestes dias estranhos de 2013...

Incêndio na Boate Kiss... Protestos e a Primavera brasileira... O Papa renunciou... André Marques saiu do VídeoShow... Lekleklek... Pipocaram Mc Daleste... Neymar foi pro Barcelona... Flu quase foi pra segundona... Daniela Mercury casou... Miley Cyrus endoidou... O Spider se ferrou e o É o Tchan voltou...

Em 2013, vinagre virou arma... Anitta se prepara... Em 2013, o Rei do Camarote se mostrou... GTA V, Breaking Bad, Justin Bieber, Tati Neves... Prenderam os do Mensalão, bombando os funk ostentação, dinheiro do Eike voou, o Sai de Baixo voltou, muita gente importante queria ver se no céu tem pão...

Alguns nomes que podemos citar... Chorão, do Charlie Brown Jr., Reginaldo Rossi, Cory Monteith, do Glee, Paul Walker, do Velozes e Furiosos, Hugo Chaves...

Homenagem ao Mandela, Julie tirou os seios dela, Latino no avião da Tam, Bem Affleck é o Batman, Playstation 4k ta doido, Ticiane fez quadradinho de oito, Obama espionou a Dilma... Em 2013, tinha um rato na Coca... 2013, You ta de Brincation uife me, cara? Agora, imagina na Copa?


Obs.: Texto baseado do vídeo Retrospectiva 2013, do Galo Frito...


Sei que ando meio em dívida aqui com textos próprios. Sei lá, acho que é aquela falta de interesse que me sobe, vez ou outra, e acaba me impedindo de escrever algo novo... Esses últimos dias foram daqueles que a gente para e pensa: Pra quê isso? Isso vai servir para alguma coisa?

Eu sempre me questionei sobre o por quê de certas coisas acontecerem, durarem tanto tempo e depois, simplesmente, acabam... Pra quê isso? Diversas vezes às mãos dadas, acenos, conversas, ajudas, sigilos... Tudo e um pouco mais pra chegar um dia e simplesmente acabar...

Pior é que nunca deixam vestígios mostrando que vai acabar, mas ai chega um dia e acaba... Lembro de quando eu era adolescente e via o mundo como uma matriz de detalhes, onde tudo era perfeitamente colocado pra fazer sentido, mas ai eu cresci e me provaram, da forma mais desumana possível, que os detalhes não valiam nada...

Sim, eu era ingênuo e dizia a mim mesmo que eram os detalhes que importavam, que eram eles que mostravam que certas coisas eram pra sempre, mas ai a desilusão acabou, justo quando eu estava convencido de que eram eles que eram importantes...

Vou reproduzir aqui um velho poema que gosto bastante. Não é meu, copiei do filme Shangay Kiss... E diz mais ou menos assim...

Acordei solitário no dia em que morri.
O sol nunca cantou para mim com tanto brilho.
As canções do céu que dançam nos olhos e observa enquanto as aves voam e o céu fica parado.
Agora eles pintam o pavimento de vermelho e eu fico azul.
Eu pensei em você e somente em você.
E na escuridão, ela virá secar as minhas lagrimas e me resgatar dos copos de plástico e rostos vazios.
Minha garota de Shangay, minha única e sem igual.
Por você eu espero e só Deus pode me impedir...


Pena... é que eu já não espero mais...

Herói da Classe Trabalhadora...

Logo assim que você nasce eles fazem você se sentir tão pequeno. Não dão a você um só instante sozinho. Até que a dor seja tão grande que não se sente mais nada. Um Herói da classe trabalhadora é só o que há pra ser...

Eles te xingam em sua própria casa e te batem no colégio... Eles te odeiam se você for inteligente e te desprezam se for um bobo... Até que você fica completamente louco e não consegue seguir nem suas próprias regras... E um Herói da classe trabalhadora é só o que há para ser...

Quando eles já vêm te torturando e machucando por vinte anos, então, eles esperam que você escolha uma profissão... Mas quando você não serve para nada você fica cheio de medos...

Mantém você dopado com religião, sexo e TV... E você se acha tão inteligente, preparado e livre... Mas você ainda é o camponês fudido que eu conheci... E um Herói da classe trabalhadora é só o que há para ser...

Existe uma sala lá no alto da qual eles falam pra você até hoje, mas primeiro você precisa aprender a sorrir enquanto mata, isso se você quiser ser como os tolos do alto da montanha... Se você quiser ser um Herói... É só me seguir...

Obs.: Texto baseado na música Working Classe Hero, John Lennon...

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness