Molde O Seu Dia...

Levantei cedo para pensar;

No que tenho que fazer... Antes que o relógio marque meia-noite, posso escolher que dia vou ter hoje... Um dia entediante ou um dia feliz... Posso reclamar da mesma refeição de sempre ou ser grato por ter o que comer... Posso reclamar do preço alto da gasolina ou agradecer por ter um meio de transporte... Posso reclamar que esta chovendo ou ficar feliz, pois ela leva a poluição... Posso reclamar por não ter tanto dinheiro ou me sentir encorajado para administrar o que tenho... Posso reclamar por trabalhar tanto ou ser grato por ter um emprego... Posso estar fadigado pelas muitas escaladas ou estar satisfeito por chegar no topo... Posso estar me sentindo cansado da vida ou então, dar graças a Deus por estar vivo... Posso reclamar por não ter ganhado tudo que queria dos meus pais ou agradecer por eles terem me dado a vida... Posso me queixar por estar sozinho nessa vida ou me motivar para ir em busca de um novo amor... Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de novas amizades... Posso me sentir estressado com tudo ou apenas acreditar que tudo dará certo... Posso olhar no espelho e procurar defeitos em mim mesmo ou apenas enxergar o que tenho de melhor... O dia esta na minha frente, esperando pelas minhas mudanças...

Eu sou o escultor que pode moldá-lo, tudo depende só de mim!

Eu posso escolher o dia que vou ter hoje...

Então, molde o seu hoje...


Obs.: Texto de Charles Chaplin, Molde O Seu Dia... Pois é o inicio do caminho para que a vida tome o seu rumo de forma sincera...

Pelas noites de novembro...


Lá Vou Eu
Juliano Cortuah

O pé na estrada eu vou botar,
E já tá na hora de ir,
Um lindo horizonte e um céu azul,
O que mais eu poderia pedir?

O pé na estrada eu vou botar,
E o coração eu quero abrir
Sob os raios do sol,
Sigo um sonho meu,
Eu não posso deixar de sorrir.


Nada é melhor do que amigos rever,
Ainda que demore a chegar,
As histórias vão fazer você sorrir,
Vão fazer você sonhar.

Que todos saibam, la vou eu,
Por novos caminhos seguir,
Com a lua la no céu a olhar pra mim,
Eu vou sobre as estrelas durmir.

E se a chuva cair, não vou parar,
Qualquer tempestade tem fim,
E o vento no meu rosto a soprar,
Me faz sonhar,
O que eu quero é caminhar assim.

Pois eu vou seguindo, meu caminho,
Eu vou seguindo...
Eu vou seguindo...
Eu vou seguindo...
Eu vou seguindo...

Que todos saibam que lá vou eu,
E o que eu mais quero é chegar,
Sob um lindo horizonte e um céu azul,
Histórias eu quero contar.

Que todos saibam que lá vou eu,
Caminhando eu vou pro meu lar,
Sob os raios do sol,
Sigo um sonho meu,
Histórias eu quero contar.

Sim lá vou eu,
Olha, lá vou eu...

Mas claro... agora com você ao meu lado...

Eu ti “Sanduíche de queijo”


Encontrei esse diálogo, procurando pelos recôncavos esquecidos da minha mente... Achei bem lindinho, apesar do ar sarcástico que ele tem...

Kate: Nunca conheci uma relação que durasse.

Adam: Mas seus pais estão casados há 35 anos !

Kate: É, mas acho que há 20 anos não dizem "eu te amo".

Adam: Com o passar dos anos, dizer eu te amo se torna tão banal quanto dizer "sanduíche de queijo"

Kate: Hãm?

Adam: Eu te "sanduíche de queijo".

Kate(sorrindo): Eu também.

Obs.: Diálogo entre Kate e Adam, no filme Amor aos Pedaços...

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness