Ficar juntos pelas crianças...


Poxa, seria pedir demais uma simples conversa? Sei que sou meio infantil e, às vezes, birrento, mas será que eu merecia isso? Às vezes penso que não... Fiquei um tempo triste, mas só reclamei de uma coisa e isso foi o suficiente pra ver que você não se importava de forma alguma...

Não acho que vou repetir as mesmas burradas de antes e eu só queria uma conversa... Sempre fico chateado quando uma pessoa deixa a outra triste, vira a rua e começa a rir de piadas bobas de outras pessoas enquanto a outra, aquela triste, fica ali querendo sumir...

Sempre me questionei sobre o que faz um casal permanecer juntos por tanto tempo... Cumplicidade, lembranças, sorrisos e brincadeiras que só os dois entendem... Isso me leva a ver que talvez a felicidade se esvaia tão facilmente quando um lado é tão egoísta ao ponto de ficar indiferente quando o outro fica triste...

Esperei voltar edificado deste final de semana, mas o que trousse foram bons momentos de piscina, jogos bobos de 1Play, boas orações, louvores, pessoas alegres e tristeza, sim tristeza... Tristeza de ver tantos casais felizes e apenas um que nem sentava junto, que não dividiram uma rede, que não se beijavam e mal seguravam a mão...

Recordo-me de um dia ter lido que 50% das famílias americanas acabam em divórcio... E me recordo também de que é difícil acordar quando as cortinas vêm sendo puxadas há tanto tempo... Essa casa é assombrada e isso é tão patético. Isso não faz sentido nenhum... Estou maduro o suficiente com tantas coisas a dizer, mas as palavras apodrecem e caem... Mas que poema estúpido poderia consertar essa casa? Eu o leria todos os dias...

Então, aqui está o seu feriado, eu espero que você o aproveite desta vez... Você desistiu de tudo... Então, quando estiver morta e enterrada, você irá se lembrar desta noite... Talvez, dois anos, agora, perdidos? Isso não está certo!

A raiva machuca minhas orelhas e vem ficando mais forte a cada ano... Preferível, então, consertar o problema. Eles nunca se resolveriam sozinhos... Isso não faz sentido algum para mim, já que eu os vejo todos os dias...

Nós seguiremos em frente, então por que eles não podem seguir também? Si é isso o que ele quer e si é isso que ela quer... Então por que há tanta dor nisso tudo?

Então eu repito, aqui está o seu feriado... Eu espero que o aproveite muito bem... Você desistiu de tudo o que era nosso... Então, quando estiver morta e enterrada, você irá se lembrar desta noite... Talvez, dois anos, agora, perdidos? Isso não está certo...

Isso não é certo...


Obs.: Texto baseado na música: Stay Together For The Kids, da banda: Blink182…

Gravidade...



Algo sempre me traz de volta a você e isso nunca demora muito... Não importa o que eu diga ou faça, ainda sinto você aqui, até o momento que vá embora...

Você me segura sem ao menos me tocar... Você me mantém sem correntes, eu nunca quis tanto algo quanto afundar no seu amor e não sentir a chuva...

Me liberte, me deixe ser Eu... Eu não quero cair outro momento na sua gravidade... Aqui estou e permaneço tão confiante, exatamente como deveria estar, mas você está em mim e por toda parte de mim...

Você me amou porque sou frágil e quando eu pensei que eu era forte, mas você me toca por um pequeno instante e toda a minha força frágil se vai...

Me liberte, me deixe ser... Eu não quero cair outro momento na sua gravidade... Aqui estou e permaneço tão confiante, exatamente como deveria estar, mas você está em mim e por toda parte de mim...

Eu vivo aqui de joelhos, tentando fazer você ver que você é tudo que eu penso e eu preciso, aqui no chão, mas você não é aliada e nem inimiga, embora eu não consiga te deixar ir... E a única coisa que ainda sei é que você está me mantendo no chão...

Você está em mim... Você está em mim... E por toda parte...

Algo sempre me traz de volta á você... Isso nunca leva muito tempo...


Obs.: Música, Gravity, Sara Bareilles....

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness