SINDICATO-APEOC REPUDIA ATOS DE VIOLÊNCIA CONTRA PROFESSORES, ESTUDANTES E SEU DIRIGENTE


O Sindicato APEOC vem a público repudiar os atos de violência cometidos por membros da gestão municipal do Município de Juazeiro do Norte especialmente do Secretario da Casa Civil, Giovani Sampaio, por ocasião de manifestação de servidores e estudantes no dia ontem, 18/06, contra a redução de salários dos professores e aumento da hora aula para 60 minutos.

Tal atitude dos representantes da administração municipal revela total insensibilidade à educação e a seus profissionais, inclusive com agressões contra os contestadores desta nefasta situação, a exemplo do que ocorreu contra a pessoa do professor Aurélio Matias, vice-presidente regional do Sindicato-APEOC no Cariri (licenciado), agredido moral e fisicamente pelo referido Secretário.

O agressor já é reincidente, tendo inclusive agredido fisicamente jornalista, conforme já noticiado na imprensa à época.

A ação do Secretário do Raimundão é reveladora do desrespeito aos demais profissionais educadores contrários à redução de seus salários, explicita agressão aos princípios constitucionais de direito, merecendo repúdio de toda sociedade cearense.

Com essa atitude o Prefeito de Juazeiro do Norte, hoje, nacionalmente é considerado inimigo da educação e de seus trabalhadores.

Anízio Melo

Presidente do Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura do Estado e dos Municípios do Ceará.\

Primavera brasileira



Então, finalmente começou, estava demorando, mas começou... São Paulo se levantou em protesto contra o aumento do preço das passagens de ônibus... Logo depois, Juazeiro se ergue em protesto por causas interessantes... Agora é a vez do Ceará...

O aumento do preço das passagens de ônibus de São Paulo, em 0,20c, fez surgir no cidadão paulista uma fúria até então adormecida... Não é apenas por vinte centavos, claro que não, é por causa da falta de escrúpulos dos políticos que acham que podem fazer o que quiser com o povo...

Em Juazeiro do Norte, neste ultimo mês, saiu uma nota diminuindo em 40% o salário dos professores da rede municipal, isso depois de ter aumentado em 100% o salário dos vereadores de lá... Adivinha quem votou? Os próprios vereadores, que são gente honesta e só quer o bem – deles mesmo, claro, porque do povo, é claro que não...

Em Fortaleza, capital cearense que sediará alguns jogos da Copa das Confederações, foi as ruas protestar pela onda violência e criminalidade que ergue a capital como a mais violenta do país – e por conseqüência, a mais violenta da América, isso mesmo, DA AMÉRICA... Se bem que acho que só perde pra São Pedro Suia, em Honduras.

A manifestação ocorrida na ultima quinta-feira, dia 13, levou 15mil pessoas as ruas da capital cearense pra protestar, índice bem maior do que em São Paulo, que levou entre 3 e 5mil... Pessoas amontoaram as ruas a frente do Palácio da Abolição, sede do governo cearense. Sua manifestação recebeu o nome de Fortaleza Apavorada, nome mais que digno...


Já em Sobral, interior do Ceará, está se arquitetando, para esta quinta-feira, dia 20, um manifesta similar, levando as ruas pessoas para gritar alto por falta de segurança pública. O encontro ocorrerá no Arco do Triunfo, as 17h... Todo mundo de preto, seguiremos rumo a frente da Câmara Municipal de Sobral. Vamos todos gritar, pois quando a população acordar, os políticos não vão mais conseguir dormir...

Sobre Senso Estético.


Às vezes, algumas coisas são tão ilusórias... Pessoas que ti derrubam só pra cuspir uma ultima vez na sua cara, acho que são assim que mostram seu verdadeiro coração... Cansei desse negócio de felicidade mutua... isso não existe... um sempre vai ser mais feliz que o outro...

Aprendi, com o Senso Estético, a não sofrer depois que algo termina... Afinal, porque sempre tem ser eu a sofrer? O Senso Estético mostra que devemos nos apegar e ver o lado bom das coisas que acontecera e não ficar sofrendo porque acabou, afinal, tudo acaba...

Devemos sim nos entristecer com o fim de algo, mas isso não deve se sobressaltar as coisas boas que aconteceram... Lembranças e experiências são coisas valiosíssimas que nos fazem não errar e não sofrer novamente com coisas bobas da vida...

Afinal, acabou... Pra quê ficar remoendo? Sentimentos são coisas frágeis, se não souberam valorizar isso, paciência, as pessoas erram também e merecem respeito e não julgamento... Então eu lhes digo, sofram menos e dêem mais valor as coisas boas que aconteceram...

Tudo tem que acontecer para que percebamos o quão vulnerável é a vida... Mas de uma coisa tenho certeza, nada o que acaba é bom, nada o que termina, termina de forma decente... Amizade? Bem, acho que isso já não existe mais depois que um relacionamento termina em gente pisando no coração de gente...


Carpe Diem, agora é daqui pra frente...

Sobre Envelhecer...

Ano passado alguém me deu um livro charmoso de aniversário de Roger Rosenblatt chamado “Envelhecendo Graciosamente”. Não gostei do título na época, mas contém uma série de regras para envelhecer graciosamente. A primeira regra é a melhor.  A regra número 1 é que “não importa”. Não importa o que você pensa. Siga essa regra e ela vai acrescentar décadas à sua vida. Não importa se você está atrasado ou adiantado, se você está aqui ou lá, se você disse isso ou não disse, se você é esperto ou se você foi estúpido. Se você tem um dia com cabelo ruim ou não ou se seu chefe te olhou vesgo ou se seu namorado ou namorada olhou vesgo, se você é vesgo. Se você não conseguir aquela promoção ou prêmio ou casa ou se você conseguir – não importa. Finalmente sabedoria. Então ouvi uma piada maravilhosa que parecia relacionada com a regra número 10. Um açougueiro estava abrindo sua loja numa manhã e conforme ele abria um coelho botou sua cabeça na porta. O açougueiro olhou surpreso quando o coelho perguntou “Tem repolho?”. O açougueiro disse “Isso é um mercado de carne – vendemos carne, não legumes”. O coelho se mandou. No dia seguinte o açougueiro estava abrindo a loja e logo veio o coelho, botou sua cabeça e disse “Tem repolho?”. O açougueiro se irritou e disse “Olha aqui seu pequeno roedor, já falei ontem que vendemos carne, não vendemos legumes, e a próxima vez que você vier aqui eu vou pegar você pela goela e vou cortar suas orelhas”. O coelho desapareceu rapidamente e nada aconteceu por uma semana. Então numa manhã o coelho botou sua cabeça no canto da loja e disse “Tem pregos?”. O açougueiro disse “Não”. O coelho então disse “Ok... Tem repolho?”.


Texto de Milton Glaser, 10 Coisas Que Eu Aprendi Na Vida, Sobre Trabalho, As Pessoas e o Que Importa (+ A Piada do Coelho).

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness