Será que da pra entender?

Se eu conseguisse me lembrar de uma coisa de cada vez
Eu tenho a impressão de que entenderia tudo
As palavras antiquadas estavam logo ao meu lado
Noites sem respostas,
Pedaços de calor,
Admiração por um lugar distante,
Apenas isso...
Eu estou vivendo apenas repetindo essas coisas
O que eu seguro nessas duas mãos
São as gotas do tempo
Eu as seguro e aperto levemente
As memórias esquecidas e as palavras perdidas
São as únicas coisas que não me fazem acreditar que ainda estou vivo...

Obs.: Estas pelavras foram ditas em algum lugar dentre a rua 8 e a minha casa pela voz que esqueci de lembrar...

Final de semana... ahhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!!!

Finalmente chega o final de semana, a felicidade a mil e os trabalhos me deixando doido...nam...

Ontem fiz minha prova...num sei se fui bem, mas adorei a prova...teve festa e eu até toquei...um amigo pediu ao vocalista para deixar que eu tocasse uma música, ae eu fui...o povo pediu Matanza...toquei Bom é quando faz mal e o Clube dos Canalhas... acho que eu acabei foi espantando o povo com aquelas letras, pois não sobrou quase ninguém na quadra...

Hoje passei o dia inteiro lendo e relendo... mal entrei na net, mas baixei um filme... ganhei 1h de net e jajá voltar aos trabalhos, pois quarta ta chegando e tenho debate a participar...

Tive boas noticias essa semana e peço desculpas por não ter respondido e nem comentado nos blogs dos amigos, é a falta de tempo que me mata e me deixa louco...

Bem, acho que vou encerrando por aqui e depois eu volto...

“Sempre que um sino soa um anjo ganha suas asas...”

Ontem e hoje foram dias lindos... estava gostando tanto da névoa límpida que fez essas manhãs. Ando conhecendo muita gente nova e divertida esses últimos meses no trabalho.

A faculdade anda parada, final de semestre é sempre assim. Essa semana se completa os 10anos de criação do Centro de Ciências Humanas, onde estudo. E mesmo a faculdade já tendo mais de 40anos, esse campus ainda é novo.

As paredes caindo, péssima localização e sem falar que o descaso com a gente das humanas é explicito. O pessoal da área da saúde, que ficam no CCS, são prestigiados com laboratórios e áreas de lazer. Enquanto a gente fica com uma favela do lado e uma rachadura no chão que logo vai se abrir com o próximo terremoto que der.

Mas tudo bem, as nossas reclamações, que nunca são aceitas pela coordenação geral, nos dão prestigio perante os outros alunos e órgãos das humanas de outras instituições.

Tirando isso tudo, as coisas andam bem. Ando bastante ocupado com esse final de semestre que a minha cabeça já está pra explodir. São trabalhos de mais, certo que isso da pra levar, são coisas demais a fazer que mal me sobra tempo para respirar.

Só essa semana eu tive que entregar uma mini-monografia do meu projeto de pesquisa, um trabalho como 2ªchamada da cadeira da minha orientadora e amanhã tem prova. Semana que vem tem mesa-redonda sobre o livro A Republica de Platão, três trabalhos chatos pra entregar. Tirando isso é só alegria, pois o mês termina e junto dele as aulas...

Como eu mesmo escolhi isso, vou aproveitar...

“Os contatos com o mundo estão indicando tendência à idealização nos relacionamentos ou na vida profissional, que talvez não corresponda à realidade. Ficam enfatizados os ideais não realizados, os sonhos que por algum motivo foram deixados de lado. Eles agora pedem atenção.”

Lembranças...

Nesses últimos dias venho me recordando de certas coisas que aconteceram na minha vida. Coisas estranhas e divertidas. Como encontrar amigos de séculos, ouvir músicas que já não toco mais ou mesmo lembrar das pessoas que se foram...

Há alguns dias encontrei uma velha amiga. O engraçado é que por mais que o tempo passe, ela não muda. Continua da mesma forma... acho que ela só ficou mais linda e mais doida... a gente marcou de se ver, mas um acabou furando com o outro... igual fazíamos naquele tempo.

Estava vendo os meus velhos CDs e encontrei algumas raridades, como Twisted Sister, Iron e meu bom e velho Ac/Dc... encontrei uns CDs de ópera e algumas composições minhas... já tinha esquecido delas fazia séculos...

Venho recebendo noticias chatas de velhos companheiros de estrada que vem deixando o nosso meio... Já era chato ter que se despedir após uma jornada, se despedir dessa forma é ainda pior... Lembrei de uma velha amiga que conheci no instituto há uns séculos atrás. Não me recordo do que ela tinha, mas me recordo de seu bom humor e de seus cabelos castanhos... me recordo do bom gosto que ela tinha para livros e das caretas que ela sempre fazia quando comia a comida de lá...

Nossa amizade não durou muito já que ela faleceu alguns meses depois... Lamentei não ter visto ela uma ultima vez, mas sempre sorriu quando penso no que ela acreditava... e por mais que eu não queira, a sua companhia vem me ajudando desde aqueles dias... Te agradeço menina estranha com quem dançava nos corredores até cair...


>>>O céu me disse que sentia falta dos seus amores e da pressa como você fazia as coisas - Para minha pequena e simples Amelia Earhart, que sempre segurava estrelas no céu...

Tarde de livros e músicas... pensando no que vou fazer depois...


Olá gente, desculpe a minha ausência desse final de semana, mas é que eu tive muitos trabalhos da faculdade e foi vestibular esse domingo ae fui ver a rua dos bares, no centro, que estava lotado de gente.

Hoje é segunda... tudo meio parado... ontem fui dormir umas 2h da manhã... cabeça cheia e tumultos pelas ruas...

Recordei-me de que certa vez dedicaram uma música a mim e desta vez eu estou fazendo o mesmo e o engraçado é que é do mesmo filme...

Meet Me on the Equinox
Death Cab For Cutie


Encontre-me No Equinócio

Encontre-me no Equinócio
Encontre-me na metade do caminho
Onde o sol está empoleirado em seu ápice
No meio do dia

Deixe-me dar meu carinho a você
Deixe-me pegar sua mão
Enquanto andamos na luz que vai escurecendo
Ou querida entenda

Que tudo, tudo termina
Que tudo, tudo termina

Encontre-me no seu melhor comportamento
Encontre-me no seu pior
Para isso não haverá pedra sobre pedra
Ou bolha que resta a ser estourada

Deixe-me deitar a seu lado, minha querida
Deixe-me ser seu homem
E deixe nossos corpos entrelaçados
Mas entenda sempre

Que tudo, tudo termina
Que tudo, tudo, tudo termina

Uma janela
Uma tumba aberta
O sol rastejando
Através de seu quarto
Um halo
Uma sala de espera
Sua última respiração
Movendo através de você

Como tudo, tudo termina
Tudo, tudo, tudo termina

E tudo, tudo termina


...porque eu ainda estou tentando aceitar isso...

Obs.: Este é o vídeo para quem quiser conferir... http://www.youtube.com/watch?v=-DxUWGSiyt4

Suas estrela...

As pessoas têm estrelas que não são as mesmas. Para uns, que viajam, as estrelas são guias. Para outros, elas não passam de pequenas luzes. Para outros, os sábios, são problemas. Para o meu negociante, eram ouro. Mas todas essas estrelas se calam. Tu, porém, terás estrelas como ninguém... Quero dizer: quando olhares o céu de noite, (porque habitarei uma delas e estarei rindo), então será como se todas as estrelas te rissem! E tu terás estrelas que sabem sorrir! Assim, tu te sentirás contente por me teres conhecido. Tu serás sempre meu amigo (basta olhar para o céu e estarei lá). Terás vontade de rir comigo. E abrirá, às vezes, a janela à toa, por gosto... e teus amigos ficarão espantados de ouvir-te rir olhando o céu. Sim, as estrelas, elas sempre me fazem rir!

Frase de ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY, como eu sempre disse...

Corpo cansado...

Hoje o meu dia foi cansativo... Dormi às 3h da manhã e tive que acordar às 8h... fui ao Fórum falar com a chefe e de lá fui ao Anexo, onde trabalho... detalhe que é do outro lado da cidade...

Depois do trabalho fui à biblioteca, que estava fechada, e de lá fui pegar fila no banco... cheguei em casa morto... comi e agora estou aqui... me ajeitando pra sair de novo...

Gente, hoje não vou poder responder os comentários, mas amanhã com toda certeza responderei a todos, pois terei mais tempos...

Jajá irei trabalhar em um projeto de pesquisa e depois fazer um fixamento do livro A República... pense numa coisa chata... e mais tarde ainda tem prova... nam...

Para encerrar vou citar uma frase que meus pais sempre recitavam antes de partir...

Nunca ore suplicando cargas mais leves, e sim ombros mais fortes.”
(Philips Brooks)
Até mais gente...

Live and let die...

É minha cara...por vezes eu venho notado que ela não gosta do fato de você querer ser ela, pois assim não sobrará espaço pra ela nessa história...acho que isso tudo não passa de ciúmes que ela tem de você...então Minerva, voe de volta para os canalhas que te fazem sorrir...Sei que não somos bons, mas também não somos maus...não somos vilões, mas somos Anti-heróis...Conseguimos tudo de doido e tudo de divertido...Então minha pequena e quase frágil Mhaíra...Live and let die...ahh


Obs.: Queria agradecer aos 101 que fazem deste blog a minha paixão...

Sorte e azar...

Odeio aqueles backes que nos trazem de volta das explicações que tínhamos... certa vez eu estava me achando inteligente, certo que era só pra ver se ele parava com aquelas aulas chatas, ae papai chegou e disse assim: “Só vou parar de ensinar quando souber mais que eu.”, ae a minha cara caiu e ele me desafiou... Adorava ser desafiado...

Séculos depois, eu já estava tão mudado, mas sabia que eu não era quem eu queria ser, ae chega aquele velho e diz assim:

Ao escrever, interrompemo-nos aqui e ali, num trecho mais bonito, mais bem sucedido que os demais e, depois dele, subitamente não sabemos como prosseguir. Algo estranho está ocorrendo. É como se existisse um sucesso maligno ou infrutífero, e talvez se deva ter noção desse sucesso para entender o que há de fato com o verdadeiro. No fundo, há duas senhas que se confrontam: o “uma vez por todas” e o “uma vez só é nada”... ¹

Ae eu não tive duvidas, ele explicou a forma como escrevo e ainda me disse de quem eu copiei isso... a minha cara foi no chão e não quis acreditar... mas tudo bem, hoje eu ainda não posso dizer que sou o melhor, mas posso dizer que estou quase tão bom quanto você velho...


¹ Frase dita por Walter Benjamin, em algum lugar de sua vida...

Novas manhãs e sonhos doidos...

Hoje eu pude comprovar o quanto sonhos esquisitos nos afetam... ontem na aula um amigo me contou um sonho doido e dessa vez fui eu... não foram pesadelos normais, foram pesadelos marcantes... tipo aqueles em que você vê alguém morrer e fica se perguntando se isso foi profético...

Domingo Tati me confessou um sonho dela que achei muito estranho... refleti bastante sobre essas coisas ontem enquanto eu dormia, mas minhas conclusões foram, em parte, tiradas...

Agora estou aqui, maquinando meu trabalho que tenho que apresentar mais tarde e mal comecei... estou muito motivado para viver, o sol dessa manhã e o sorriso de uma senhora me fez lembrar daqueles tempos de sentar e relaxar na praça do bosque esperando você sair da aula e me buscar...

Acho que sei até onde vou passar o ano novo, só guarda um lugar pra mim na tua agenda...

Tenho que ir pegar os livros que ganhei esse final de semana e ver se consigo dar um jeito no pc da sócia... bem, o Spirit ta me dizendo para voltar, sei que é isso o que eu quero, mas não posso ir agora... me da só mais 1min ae eu descido...

Bom, então até mais...

Ainda era noite: 03h45

Hoje eu acordei mais cedo
Tomei sozinho o chimarrão
Procurei a noite na memória... procurei em vão
Hoje eu acordei mais leve (nem li o jornal)
Tudo deve estar suspenso... nada deve pesar
Já vivi tanta coisa, tenho tantas a viver
Tô no meio da estrada e nenhuma derrota vai me vencer
Hoje eu acordei livre: não devo nada a ninguém
Não há nada que me prenda

Ainda era noite, esperei o dia amanhecer
Como quem aquece a água sem deixar ferver
Hoje eu acordei, agora eu sei viver no escuro
Até que a chama se acenda
Verde... quente... erva... ventre... dentro... entranhas
Mate amargo, noite adentro, estrada estranha

O maior esconderijo, a maior escuridão.
Já não servem de abrigo, já não dão proteção.
Holofotes iluminam a libido e o vírus.
O poder e o pudor, os lábios e o batom.

Que a chuva caia como uma luva, um dilúvio, um delírio.
Que a chuva traga alivio imediato.
Que a noite caia, derrepente caia tão demente quanto um raio.
Que a noite traga alivio imediato.

Nunca me deram mole, não (melhor assim)
Não sou a fim de pactuar (sai pra lá)
Se pensam que tenho as mãos vazias e frias (melhor assim)
Se pensam que as minhas mãos estão presas (surpresa)

Mãos e coração, livres e quentes: chimarrão e leveza
Mãos e coração, livres e quentes: chimarrão e leveza

... ilex paraguariensis...
... ilex paraguariensis...
... ilex, agora paciência...


Obs.: Música linda do Sr Gessinger, um poporri com as músicas "ilex paraguariensis" e "Alívio imediato"...

Obs2.: Isso ae reflete bem o como foi a noite de ontem e o como tava a minha cabeça...

Aos dias...

Quão feliz é o destino de um inocente sem culpa

Esquecendo o mundo e por ele sendo esquecido

Brilho eterno de uma mente sem lembranças

Para cada oração aceita um desejo é renunciado


- Homenágem digna a Alexander pop...




“...feliz são os esquecidos, pois tiram a melhor desforra de seus erros...”

- Nietzsche

E se...?


- E se mudássemos de assunto? - interrompeu a Lebre de Março, bocejando. - Estou a aborrecer-me de morte com isto. Proponho que a menina [Alice] nos conte uma história.

- Desculpem, mas não sei nenhuma - disse Alice, muito assustada com a sugestão.


Lewis Carrol, "Aventuras de Alice no País das Maravilhas".
Tradução de Margarida Vale de Gato.


Que se dane o mundo que eu não me chamo Raimundo!!!

Hoje eu acordei meio assim...sei lá...com aquelas vontades de gritar: Que se dane o mundo que eu não me chamo Raimundo!!!

To com raiva porque fiquei esperando uma resposta e nada veio... Perdi tempo comentando sobre isso e eu mesmo me senti um pé no saco porque DR pra mim é coisa de criança...

Sei lá... eu tinha tanta coisa a fazer... livros a ler, gente a visitar, coisas a aprender e não, fiquei esperando a resposta, se bem que nem sei pra quê, ae aparece você com esse sarcasmo cínico e me derruba... nam, vai ser babaca assim no inferno...

Mas tudo bem... por um lado o meu dia foi bom... acordei atrasado pro trabalho e to até agora sem nem ter tomado café... vou ler um livro e relaxar, afinal, amanhã tem sol pra aturar e pesquisa a fazer...

Esperar é perda de tempo para caras como eu...

Sobre tudo e nada...

É chato quando você para e assume que perdeu e nem me animo por ter ganho... esperava que a amizade fosse mais forte do que a raiva que teimo em acreditar que imperou entre a gente... Só me responde, "o que você esperava ganhar?"

Estou aqui, sentado no mesmo lugar de todas as manhãs, ouço músicas que falam sobre a primeira vez que fiz isso... que te magoei... você talvez nem lembre e com certeza não deve lembrar mesmo...

Lembra da música que disse que escrevi? Pois é, conclui ela a séculos, mas queimei as folhas para que a sua lembrança vá embora junto delas ao vento...

Muita gente vai me chamar de idiota por estar te contando essas coisas, mas eu nem ligo... Nunca liguei... só queria que soubesse que não fiz isso por mal e nem por egoísmo, mas foi porque eu não quis que você fosse cobrada por erros que eu cometi... Acho que você nunca entendeu isso e me doi pensar assim...

Às vezes eu deixei a sua curiosidade me dominar... acho que eu só queria ser ouvido...

Sabe quando o jogo muda? Sabe quando você se arrepende por pisar fundo nos sentimentos de alguém? Pois é, mesmo não querendo admitir eu mudei de idéia, mas mesmo assim, eu já havia decidido, eu não quero mais perder tempo...

Eu havia decidido volta e te dar certas explicações, mas acho que já não importa mais, não é? Esse mês mostrou que seria assim mesmo, já que nem eu e nem você tem mais força pra continuar brigando... o meu temperamento é maior que a sua arrogância...

Então, como é assim que você mesma decidiu, vou respeitar e voltar a ser como era antes, um qualquer um... já que fui eu mesmo que pedi para ser assim...

Respostas...

(...) Se nossa amizade depender de coisas como espaço e tempo, então, quando finalmente dominarmos os dois, teremos destruído nossa fraternidade! Mas, supere o espaço e tudo o que nos resta é o Aqui. Supere o tempo, e tudo o que nos resta é o Agora. E entre o Aqui e o Agora, você não acha que a gente pode se ver de vez em quando?

Fragmento retirado do livro Fernão Campelo Gaivota, Richard Bach...


“... sua verdadeira natureza vivia, tão perfeita como um número não escrito, em toda parte e ao mesmo instante no espaço e no tempo.”

- idem

Bem, hoje está sendo um dia lindo... manhã de céu nublado e trabalho tranqüilo. Levantei-me na hora e tomei banho. Sai antes da minha mãe acordar. No caminho do trabalho pensei sobre a vida e sobre várias outras coisas.

Uma amiga veio me ver e tomei meu café em paz. Passei a manhã ouvindo músicas instrumentais e lendo recados. Aprendi um pouco mais sobre o meu emprego e sorri do vento...

Hoje eu trouxe para mostra uma bela música de uma interprete sem igual, Sarah Brightman, com a música Capitão Nemo... Estava devendo ela como explicação para uma amiga mais teimosa que eu...


Sob a superfície tão cristalina
Todos estavam realmente tensos
Esperando ali
Ela tinha seu próprio mundo, tal como eu tinha o meu
Iremos por caminhos diferentes até a próxima vez
Não há palavra alguma para dizer
Enquanto meu amigo nada para longe

Capitão Nemo disse, "OK"
(Cinco, quatro, três, dois, um)
Então eu levantei minha mão e acenei
Capitão Nemo foi embora
(Ame-me quando eu me for)
Me deixou sozinho, Nemo está indo para casa

E enquanto eu a observava,
barcos da polícia se aproximaram
Uma força estranha, nos perseguindo como fantasmas
"Gostaria de ficar aqui e brincar por um tempinho
Mas eu preciso tomar o meu caminho ..."
O mais caloroso dos sorrisos
Então ele mergulhou para o meio das ondas
Junto das outras baleias


Obs.: A imagem é de um dos 5 lagos do Instituto inhotim, Brumadinho, Belo Horizonte...

Vir a tona...

Toda vez que a gente para pra imaginar rumos novos para as nossas vidas sempre acontece de termos que abrir mão de certas coisas. Acho isso muito chato porque odeio desistir de algo e odeio parar e dizer a mim mesmo que eu perdi.

Por diversas vezes já mudei de rumo e disse a mim mesmo que nunca mais me perderia, mas ae não dava uma semana e lá estava eu de novo, no mesmo caminho de sempre.

Andei pensando em como minha vida era e em como ela irá ser... Acho que as frustrações e as magoas que percorreu o meu caminho me fizeram ver que nada tinha importância a não ser o caminho que traçaram por mim antes mesmo de eu nascer.

Não estou dizendo que irei abandonar nada, só que irei mudar... Mudar como? Mudarei meu modo de agir, as besteiras que faço, a nostalgia de apagar em um banco da praça sem ninguém do lado e mesmo assim sorrir...agora eu quero abraçar o mundo, tanto o meu quanto o nosso...

Quero abraçar as coisas vivas que encontrar e sorrir por não conseguir dormir por oito dias... Quero viver os extremos, iguais os que eu via correr anos atrás... anos de gloria em que eu não era tão criança assim...

Cominhos são feitos para serem percorridos e de vez em quando poder vir a tona e respirar um pouco de ar...

Aos pensares...

"Já perdoei erros quase imperdoáveis, tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis. Já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém. Fiz amigos eternos, amei e fui amado, mas também já fui rejeitado, fui amado e não amei. Já gritei e pulei de tanta felicidade, já vivi de amor e fiz juras eternas, quebrei a cara muitas vezes! Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já liguei só pra escutar uma voz, me apaixonei por um sorriso,já pensei que fosse morrer de tanta saudade e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo)! Mas vivi! E ainda vivo! Não passo pela vida... e você também não deveria passar! Bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é MUITO para ser insignificante."


Chaplin.


Homenageio estas linhas a uma amiga, uma sutil e singela Guria...pois é pra viver uma unica vez, mas de verdade...

Selos...

Este foi o primeiro selo que recebi... Ganhei da Laah do blog Killer Doll



Este não tem tarefa...

Indico a:
1 Menina de botas
2 Suri A menina sem cérebro
3 Cantinho She


Este eu recebi da minha amiga Laah, tmb...do Killer Doll



Regras:Responder as seguintes perguntas:

1.O que um blog deve ter não somente para você segui-lo, mas para seguir e participar?

Acho que deve possuir conteúdos interessantes e algo mais que possa chamar a atenção, tanto no visual quando no conteúdo...

2-Qual foi o principal motivo que te levou a abrir seu blog?

Acho que expor os meus pensamentos e os de quem quiser expor através do meu espaço...

3-O que os selos representam no seu blog?

Ah, representa a afinidade que os meus amigos tem por mim e eu, em retribuição, por eles...

4-Existe algum motivo no mundo pelo qual você abriria mão de continuar com o blog? Qual(s)?

Acho que há sim, mas espero que isso nunca chegue a me impor...


Indico este selo para:

1 wanessa mháira
2 ~*rafasonehara.
3 Conexão Tech

Este selo eu recebi da amiga Tay

1.Exibir o selo em seu blog :



2.Publicar regras: Certo

3.O link de quem te indicou: http://fractionsfrommylife.blogspot.com/

4.Responde o meme:
*6 características suas:
Alegre, doido, estranho, distraído, nada curiosa.
*6 vícios:
noite, bolo, pizza, postar no blog, internet, perturbar.
*6 coisas que te fazem sorrir:
amigos, notícias, os comentários no meu blog, acordar cedo, meus gatos brincando, professores que faltam aula.


5.Repassar a doze blogs que te fazem sentir e pensar:

http://doceguria.blogspot.com/
http://portaldabelle.blogspot.com/
http://marielindorfer.blogspot.com/
http://keniachan.blogspot.com/
http://manu-desouza.blogspot.com/
http://universodelara.blogspot.com/
http://sivirinaxikxik.blogspot.com/
http://permitaser.blogspot.com/
http://jogandoconversas.blogspot.com/
http://marciamaral.blogspot.com/
http://meudiariosumiu.blogspot.com/
http://killer-doll-laah.blogspot.com/

Bem e como ultimo selo da coleção... vos mostro o que recebi de uma grande amiga, Claudia Porto...vamos as regras

REGRAS

1- Exibir o(s) selinho(s) no seu blog;



2- Dizer quem indicou e citar o blog da pessoa;
Fui indicado por uma doce guria e amiga de momentos inspirados:
Claudia Porto

3- Responder as seguintes perguntas:
* Qual seu doce preferido com morango?
Ah, chocolate e tudo quanto é sorvete...

* O que você prefere no morango, as cores, o cheiro ou o sabor?
Acho que gosto do cheiro e de tudo que podemos fazer com ele na cama...

* Como seria seu Mundo de Morango perfeito?
Ah, seria a coisa mais cheiro do mundo...

4- Indicar para os 5 blogs preferidos;
* Só Podia Né?
* sunny day
* Saudável
* Psychopath Cinderella
* frαctions from my life

5- Avisar os indicados

Pra já...

Agora, os selos prometidos e dedicados



Este selo foi dado por Bia Monteiro,

uma grande amiga de blogs...

representando a AMIZADE

e o calor de todos...

Sintam-se a vontade de

pegar e expor nos seus blog




Este selo me foi oferecido pela Cris do blog Vou Nessa...

Não o conheço bem, mas o peguei do blog de Bia Monteiro

e o ofereço a todos da comunidade blogueira

para pegar...

Representação de carinho e respeito a todos...

Por umas e outras que digo...

É necessário estar sempre bêbado. Tudo se reduz a isso; eis o único problema. Para não sentirdes o horrível fardo do Tempo, que vos abate e vos faz pender para a terra, é preciso que vos embriagueis sem cessar. Mas de quê? De vinho, de poesia ou de virtude, a vossa escolha. Contanto que vos embriagueis. E, se algumas vezes, nos degraus de um palácio, na verde relva de um fosso, na desolada solidão do vosso quarto, despertardes, com a embriaguez já atenuada ou desaparecida, perguntai ao vento, à onda, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo o que foge, a tudo o que geme, a tudo o que rola, a tudo o que canta, a tudo o que fala, perguntai-lhes que horas são; e o vento, e a vaga, e a estrela, e o pássaro, e o relógio, hão de vos responder: É hora de se embriagar! Para não serdes os martirizados escravos do Tempo, embriagai-vos; embriagai-vos sem tréguas! De vinho, de poesia ou de virtude, a vossa escolha.


- Baudelaire


Homenagem a minha cara Joy...amiga das madrugadas e companheira de banda...


Obs.: Gente eu agradeço aos 50 seguidores e prometo logo por os selos que recebi...com carinho

Obs2.: O link da Joy, para quem quiser conhecer mais dessa ilustre figura: http://vanpirah.blogspot.com/



Kim Sousa

This is Halloween...This is Halloween...


Halloween, uma das melhores festas na minha opinião...há séculos que não há uma aqui na cidade, mas ontem teve uma numa cidadezinha aqui perto, mas o trágico é que não fui...tava sem grana...mas tudo bem...

Ontem, quase todo blog que eu olhei falava dessa festa...acho que vou escrever algo diferente dessa vez...ao invez de falar da origem do Halloween ou sobre o próprio Halloween, vou falar sobre a história de um personagenzinho esquecido...Nosso ilustre Jack Lanterna...

Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um 31 de outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma. Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede. Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transforme em uma moeda. O Diabo concorda. Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz. Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano inteiro. Sem opção, o Diabo concorda. Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade. Mas a mudança não dura muito tempo, não.

No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore. O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco. O diabo promete partir por mais dez anos. Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça. O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.



Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre. Tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada. Sem alternativa, vai para o inferno. O diabo, ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada. Mas, com pena da alma perdida, o diabo joga uma brasa para que Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo. Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando. Os nabos na Irlanda eram usados como seu "lanternas do Jack" originalmente. Mas quando os imigrantes vieram para a América, eles acharam que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos. Então Jack O'Lantern (Jack da Lanterna). na América passa a ser uma abóbora, iluminada com uma brasa.

Sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O'Lantern (Jack da Lanterna). Quem presta atenção vê uma luzinha fraca na noite de 31 de outubro. É Jack, procurando um lugar.

Sei que hoje é dia de finados ou de Festa Todos os Santos, também conhecida como Festum omnium sanctorum. Postei um dia depois pra demonstrar a minha falta de crédito com o mundo...

Ontem eu cheguei tarde e acordei mais tarde ainda... nem pude curtir o Halloween direito, só a parte em que um pivete roubo a minha cerveja e pintou o meu cabelo de azul...ae ele viu o que é travessura...

Pois é, espero que tenham um ótimo final de feriado e uma grande semana...bye...


G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness