Aos dias...

Quão feliz é o destino de um inocente sem culpa

Esquecendo o mundo e por ele sendo esquecido

Brilho eterno de uma mente sem lembranças

Para cada oração aceita um desejo é renunciado


- Homenágem digna a Alexander pop...




“...feliz são os esquecidos, pois tiram a melhor desforra de seus erros...”

- Nietzsche

20 comentários:

Natália Ferreira | 14 de novembro de 2009 09:51

feliz sao os esquecidos.... (bonito o texto

Claudia Porto | 14 de novembro de 2009 10:00

Meu Doce Guri...te sinto triste...
Mas como sempre, amoo os teus posts aqui
Tu faz falta, sabia? Por some?
Venha pegar um pouco da doçura e carinho q tenho pra ti...
Me leio em você guri...
Beijos

Helena Rocha | 14 de novembro de 2009 10:12

ainda triste Kim???

puxa vida naum sei uki fazer, uki dizer....

fika sim naum fofi´sss td passa att auva vai rsr... brinkadeiras a parte di coraçaum esperu ki fike bem, certú vc vai ver vai dar td certú migoh vai sim.

bonitú texto...

baita bjús juizú.
Lena

Claudia Porto | 14 de novembro de 2009 10:15

Ahh...pra te deixar alegre, tem um presente
pra ti em meu blog..´.passa lá,tah?
Beijos e TE ADOROOOOOOO

Maari. | 14 de novembro de 2009 10:35

Sim, felizes são os esquecidos...
Beijos na Alma.

Maycon Aguiar | 14 de novembro de 2009 10:56

Nitzche embora tenha morrido como ateu, toca a alma das pessoas como ninguém. Como pode?

Abraço !

Sol Brito | 14 de novembro de 2009 11:18

Bonito texto, embora triste....

Mas quem disse que não há beleza na tristeza??

Um grande abraço!!!

Varda | 14 de novembro de 2009 11:46

Na moral...eu adoro esse trecho!
*-*

Tay'' | 14 de novembro de 2009 12:50

Muitoo lindo o texto *-*
ameii a frase: "...feliz são os esquecidos, pois tiram a melhor desforra de seus erros...", eu já tinha ouvido ela, mas não sabia de quem era//agora sei \õõ/
bjus ;*

Mayana Carvalho | 14 de novembro de 2009 13:31

O poder de quem esquece é incrível. eu tô num momento de querer esquecer muitas coisas, porque elas ficam zunindo na minha cabeça...

ameei, beijos ;*

Fran | 14 de novembro de 2009 13:41

Kim, ser esquecido nunca é bom. Às vezes precisamos de um tempo, mas só isso...

Beeijos!

Tatá R. da S. | 14 de novembro de 2009 14:02

Eu amo esse filme, brilho eterno!! *-*
=**

Lys | 14 de novembro de 2009 16:38

gostei muitoo, pena que eu nao assisti! (:

Araúja Kodomo | 14 de novembro de 2009 19:36

Belo post, adorei :) ***

- Lara Alves | 14 de novembro de 2009 19:38

Adorei o texto *-*
Obriigada por seus comentáriios ~*
Bjoos ;*

Juliana. | 14 de novembro de 2009 19:42

Olá..Kim, que blog especial, a vida nos oferece tantas palavras não é?! Algumas vezes as usamos para expressar nossos sentidos, a nossa busca pela tão falada e sonhada felicidade, mais eu um dia descobri que mesmo que o externo não nos ofereceça o que precisamos, dentro de nós já temos tudo o que basta para que isso ocorra. E os erros fazem parte desta busca incessante e que não deve se acabar nunca.
E em relação ao teu cantinho, gostaria de seguí-lo será um prazer, se me permitir evidente! Abraços .. Uma bela noite
Sentimentalidades..

Claudia Porto | 14 de novembro de 2009 19:51

Meu doce Kim...minhas palavras foram mais que verdadeiras na tentiva louca de salva-lo da tristeza...mas eu sei,melhor que ninguém, que somente os amigos, o tempo,a vida,que fará tu sentir-se melhor.Postei um texto em meu blog que fala sobre a tristeza...justamente pensando em você...passa lá, leia...e veja o quanto tu perde enquanto se entrega a tristeza...tu ganha, qndo tira proveito de tudo q esta passando, para teu amadurecimento.
Adorooo tu...e quero te ver muito, mas muito bem!
Mas vou saber esperar...e sempre estarei tentando traze-lo de volta para junto das pessoas que te amam e adoram, pois tua presença é por demais sentida.
Beijos meu anjo...

Daniela Filipini | 14 de novembro de 2009 21:09

Eu acho que não gostaria de esquecer, acho que posso ser feliz com minhas lembranças, até com as ruins!

Stéphanie Lopes | 14 de novembro de 2009 23:37

Lindoooo *--* , apaixonante

Kenia Chan | 15 de novembro de 2009 10:15

Bilho eterno de uma mente sem lembranças... Um dos melhores filmes que eu já ví.
A tristeza pode ser muito bela.

Postar um comentário

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness