A quem se deixa para trás...

Na esquina tenho uma amiga... nesta grande cidade que não tem fim. Os dias passam e as semanas correm, e antes mesmo que perceba, um ano passou. E eu nunca vejo meus velhos amigos, porque a vida é uma corrida rápida e terrível... ela sabe que gosto dela, como nos dias em que batia à sua porta.

E ela batia à minha porta, nós éramos mais jovens e agora somos adultos ocupados, quase cansados.

Cansados de jogar esse jogo idiota, cansados de tentar ter sucesso.

- Amanhã - digo eu - vou ligar para ela, só para lhe mostrar que penso nela.

Mas amanhã vem a amanhã vai, e a distância entre nós cresce e cresce...

Na esquina! O mesmo que a milhas de distância...

- Aqui está o telegrama – disseram-me um senhor certa vez – senhora Helen morreu hoje.

É isso que recebemos e merecemos no fim de contas. Na esquina, uma amiga desaparecida.

Lembra-te de dizer sempre o que sente. Se ama alguém, diz. Não tenha medo de se expressar. Diz a alguém o que significa para ti. Porque quando decidires que é a hora certa, pode ser tarde demais.

Aproveite o dia.

Nunca se arrependa. E o mais importante: fica perto dos teus amigos e familiares, pois foram eles que ajudaram a formar a pessoa que és hoje.


Obs.: Dedicado a todos aqueles que não consegui trazer comigo nessa longa e dolorosa jornada.

Versão particular de um texto que foi enviado a mim por um velho amigo... autoria original, desconhecida.

Errando e Acertando...

“Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes... Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.”


Quando Clarice falou sobre seus gostos vorazes e sobre o seu temperamento estranho, não estava falando por mera apresentação... principalmente porque depois levei cada palavra dela como minha...

Sei lá, acho que não nasci para ficar quieto, até porque a vontade incessante que sinto de explodir o mundo é forte demais... e quando encontro impulso, a minha fome de viver aumenta de forma exorbitante...

Nunca entendi ao certo o que se passava pela minha cabeça, mas acho que é a vontade de abraçar o mundo com toda força possível e não deixar nenhum segundo passar que me faz ser assim...

Eu nunca fui muito comportado e nunca fui de medir palavras... nunca fui de demorar em nada e nem em me encontrar. Sempre fui de pegar, mastigar e largar...abuso das coisas fácil e sempre gostei de me perder...

Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer: - E daí? Eu adoro VOAR!

Porem, essas minhas atitudes desmedidas magoaram muitas pessoas essas ultimas semanas. Pessoas que eu nem imaginava e algumas que eu até imaginei... Comecei a pensar mais depois de uma conversa que tive ontem, resolvi por os pés no chão... E como você mesma disse, tava mesmo na hora de eu agir como adulto...

Queria tanto que minhas desculpas fossem aceitas... com sinceridade...

Sei que não vai demorar muito até que eu voe de novo, mas dessa vez te prometo que será mais racional... Prometo pensar bem antes de agir...

Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre


Obs.: Frases de Clarice Lispector...

Com o tempo você vai...

Vai respeitando as diferenças daqueles q são importantes pra você...

Vai entendo que a vida pode te trazer tantas surpresas. Às vezes você não aceita, mas tem que lhe dar com a situação ;(

Você vai passar a dar valor a quem realmente te quer bem e quer te proteger, mesmo sabendo que isso você mesma pode fazer (ou pensa que pode). “Proteger-se”.

Com o tempo você vai aceitando que algumas pessoas nunca mudam e que outras nunca foram o que você imaginava ser ;(. “Isso é uma lástima”.

Com o tempo você vai mudando alguns hábitos... isso é tão complicado, cara.

Com o tempo você vai deixando de ser menina pra virar mulher... isso também é complicado ^^.

E com o tempo você vai abrindo espaço na sua vida para aqueles que sempre estiveram do seu lado e você não dava tanto valor...



Obs.: Seguindo o caminho do pai, minha pequena menina está escrevendo muito bem... Este texto encontrei no orkut dela, não sei bem se é dela, mas a cabeça é. Ela nem sabe que o copiei, mas está ai para vocês... Depois de tudo o que ouve ficamos ainda mais unidos e pela primeira vez eu (O Mané de Cabelos Compridos) ouvi os conselhos dela (A Baixinha com Cara de Mal)...


Obs2.: Foto de Marilyn Manson e uma menina desconhecida...

Final de Ano...

Olá gente, voltei... depois de muito tempo e muitas desavenças na vida...esse tempo que foi do natal até ontem, foi dos mais estranhos... nem sei explicar ao certo...

Conheci muita gente nova... sofri com besteiras que fiz e com as que induzi os outros a fazerem... acho que Papai Noel foi justo em me dar carvão, pois não fui uma pessoa muito boa esse ano.

Mas hoje é ano novo... 2010 a frente para nos permitir fazer diferente... sabe aquelas promessas que a gente faz, mesmo sabendo que não vai cumprir? Esse ano é um ano um pouco especial então vamos tentar fazer diferente? Vamos tentar viver de verdade? Pirar ou mesmo relaxar... fazer todos os planos tornarem-se verdade...

Ontem foi uma noite bem legal... cheguei ao Arco, na rua dos bares, umas 11h da noite. Eu estava só o pó de tão cansado que estava [3 noites mal dormidas, mas que valeram cada instante]... Fiquei rodando atrás do povo, reencontrei gente que não via a séculos e gente que já nem lembrava se existia.

Até que antes da meia noite um Cowboy muito do tosco pegou o microfone e grito: “Pessoal, com vocês, NANDO REIS!!!”... fiquei boquiaberto quando ele começou a cantar “O Mundo é Bão, Sebastião”, música pra levantar...

O show seguiu com clássicos como “O Segundo Sol”, “All Star”, “Marvin” e algumas das super conhecidas, como “Por Onde Andei”, “Relicário” e “Luz dos Olhos”, mas deixou a desejar com uma versão meio tosca de “No Recreio”, tendo a versão da Cássia como melhor...

A versão de “All Star” que ele apresentou no show foi magnífica, pois a música ficou mais lenta e o solo de contrabaixo ficou lindo. Já em “Luz dos Olhos” o Guitarrista [que não lembro o nome] demonstrou velocidade num solo de quase 5min... ótimo show. Pena que acabou... ahh

Terminamos a noite num bar, tomando cerveja e fazendo promessas pro novo ano... o bom é que agora todos de casa já sabem o que querem e um ficará dando apoio... fiz as pazes com minha Miss, que tava com ódio de mim desde o Natal... esse ano que se inicia será de renovações, repleto de novo cenários e novas emoções... o jeito é esperar pra ver...

Desejo a todos um 2010 repleto de realizações e novos sonhos... que nunca deixemos de sonhar, pois é isso que nos leva a respirar...

Vou terminar esse post com uma das músicas que foi tocada na noite...

Eu não caibo mais nas roupas que eu cabia,
Eu não encho mais a casa de alegria.
Os anos se passaram enquanto eu dormia,
E quem eu queria bem me esquecia.


Será que eu falei o que ninguém ouvia?
Será que eu escutei o que ninguém dizia?
Eu não vou me adaptar.

Eu não tenho mais a cara que eu tinha,
No espelho essa cara não é minha.
Mas é que quando eu me toquei, achei tão estranho,
A minha barba estava desse tamanho.

Será que eu falei o que ninguém dizia?
Será que eu escutei o que ninguém ouvia?
Eu não vou me adaptar


Obs.: Música Não vou me adaptar de Arnaldo Antunes, cd Televisão, Titãs de 1985...

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness