Hoje eu acordei meio cansado, dor de cabeça, garganta enjoando e olhos doloridos... As costas não respondiam direito, assim como o braço esquerdo que ainda dói um pouco... Hoje eu acordei desejando que tudo fosse apenas um pesadelo, um sonho ruim que tivesse chegado ao fim, mas ai, olhei para o lado e vi a marca de pé na parede azul...

Hoje eu acordei desejando despertar desse sonho chato... que o meu dedo não doesse mais... que meus olhos não estivessem inchados e vermelhos... que minha perna respondesse normalmente... que o meu anti-braço não desse choques repentinos... que as tonturas e vertigens não se manifestassem tão fequêntes... Que a cabeça não doesse a ponto de cegar momentaneamente enquanto sorriu... E, principalmente, que o coração não doesse tanto ao bater e nem que os pulmões faltem o ar assim do nada...

Acordei meio chateado e o travesseiro ainda estava úmido... Eram apenas cinco e pouco da manhã, mas as ruas já começam a se encher de barulho e conversas fiadas de alguém que comprou algo roubado e terá que responder a denuncias... Do barulho de carros, motos e rádios que noticiam e espalham balbúrdias de pessoas que desejam ganhar dinheiro com patrimônio público...

Hoje eu acordei tentando esquecer-me desse pesadelo que é se sentir uma bomba relógio, capaz de explodir a qualquer momento... capaz de estremecer e palpitar a qualquer pulsação de estresse ou raiva... Acordei com medo de que minha mão nunca mais fosse me deixar segurar algo ou mesmo apertar sua bochechinha tentando lhe fazer birrar...

Sei lá... às vezes eu só desejava que as coisas não estivessem assim... que o sol pudesse brilhar e eu ter a certeza de que tudo estava certo e em seu devido lugar... Mas hoje eu só consigo pensar em concertar tudo e fazer valer novamente...

1 comentários:

She | 30 de agosto de 2012 10:24

Queridooooo! Quanto tempo!
Beijo, beijo!
She

Postar um comentário

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness