Olhando...

Olhe nós cortando nossos próprios vínculos nesta cozinha... Olhe nós erguendo todas as nossas defesas... Olhe nós guerreando em nosso próprio quarto... Olhe nós abandonando o navio em nossos próprios diálogos...

Não há diferença no que estamos fazendo aqui, que não apareçam como sintomas maiores lá fora. Então, por quê gastar todo o nosso tempo pondo nossos curativos quando temos a chave fundamental para a causa disso tudo aqui mesmo?

Olhe nós formando nossas facções em caixas de areia. Olhe nós, microcrianças, com ambos corações bloqueados. Olhe nós dando as costas a todos os pontos ásperos. Olhe ditadura no nosso próprio quarteirão.

Como eu tenho colocado a carroça na frente do meu cavalo quando o brilho de fora jorra de dentro. Holofotes mirando nessas sementes de razões simples. Este âmago, trazido à forma, começa em nossa própria sala de estar.

E não há diferença no que estamos fazendo aqui, que não apareçam como sintomas maiores lá fora. Então, por quê gastar todo o nosso tempo vestindo nossas bandagens quando temos a chave fundamental para a causa disso tudo aqui mesmo? Sob nós...

Versão de Underneath, Alanis Morissette...

0 comentários:

Postar um comentário

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness