No Surrender...

Bruce Springesteen envelheceu... É engraçado eu achar que nunca envelheceríamos... Um amigo me desejou feliz aniversário dizendo Forever Young... Às vezes acho engraçado olhar pra trás e ver as mudanças que o mundo nos causou... Os tempos foram voando meio que sem querer, meio que com medo de acertar algo ou mesmo medo de mudar...

Às vezes eu toco um Em e me lembro de No Surrender, não sei por quê... Lembro-me que fugimos da sala de aula, tínhamos que fugir daqueles idiotas. Aprendemos bem mais com um disco de três minutos do que jamais aprendemos na escola... Esta noite eu ouvi o som do baterista do bairro. Eu posso sentir meu coração começando a bater mais forte. Você diz que está cansada, que apenas quer fechar os olhos e seguir seus sonhos até o fim...

Fizemos uma promessa... Juramos que sempre nos lembraríamos... Sem retirada, acredite em mim, sem rendição. Como soldados em uma noite de inverno, com um juramento a defender... Sem retirada, acredite em mim, sem rendição...

Agora, rostos jovens tornam-se tristes e velhos e corações de fogo tornam-se frios. Nós fizemos juramentos de irmãos de sangue contra o vento. Sei que estou pronto para crescer jovem novamente e ouvir a voz da sua irmã nos chamando para casa pelos quintais abertos. Acreditando que podemos gravar um lugar só nosso com essa bateria e estas guitarras...

Agora, nas ruas, esta noite as luzes se escurecem. As paredes do meu quarto estão se fechando. Há uma guerra lá fora, ainda intensa. Você diz que ela já não é mais nossa para vencer. Podemos dormir no crepúsculo à beira do rio com um vasto campo aberto em nossos corações e com estes sonhos românticos em nossas mentes... Fizemos uma promessa...

Obs.: Baseado na música No Surrender, de Bruce Springsteen; de Forever Young, de Alphaville, e na surrealidade que o mundo lá fora causa a minha confusa mente problemática...

0 comentários:

Postar um comentário

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness