Sentar ao meu lado...

As pessoas não sabem o quanto é triste ser criança... Você vive envolto por bonecos, jogos, paredes, cobertores e não sabe o que trás tantos pensamentos sem nexo a cabeça tão infantil, local onde deveria habitar apenas coisas boas e sorrisos sinceros... Nunca é assim quando você cresce em um local onde a confusão e a histeria é tão freqüente...

Então você cresce achando que tudo irá melhorar, mas nem sempre a confusão ti abandona... Algumas vezes trazemos coisas das quais nos dizem pra esquecer-se desde cedo... Coisas sem relevância, como as brigas constantes dos pais ou mesmo o jeito chato que as outras crianças ti tratavam...

Sabe quando você está triste e começa a tocar uma daquelas musiquinhas americanas de natal? Aquelas que a gente só escuta quando assiste Esqueceram de Mim? Então começa a serenar e o barulho das gotas tocando o teto do quarto ti deixa um pouquinho melhor... isso junto ao cheiro doce que o vento trás que me lembra um certo alguém...

Sei lá, é estranho quando parece que o chão afunda toda vez que tento caminhar, como se o caminho só levasse a mais tristezas e brigas chatas, das quais eu tento ao máximo fugir... As coisas não ditas engasgam na minha garganta, mas sei que dizer só faria com que esse chão afundasse mais e mais...

Já teve a vontade de apagar tudo o que dizia a medida em que ia dizendo ainda mais? Tenho isso toda vez que tento desabafar... As derrotas constantes e os alteares de tons diários têm me deixado cada vez mais triste e desanimado... O desinteresse percebido nos beijos e a forma de ir embora só demonstram a falta de vontade de sentar ao meu lado...

Vai entender o por quê disso tudo, mas Nietzsche da um excelente conselho quando pede que não me roube a solidão sem em troca me oferecer verdadeira companhia... Dizem que peco em pedir isso, já que eu não sou o melhor em ser a companhia para alguém, acho até que estou voltando a me acostumando a ser a melhor companhia só para mim mesmo...

0 comentários:

Postar um comentário

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness