As besteiras que faço...

Já procureis desculpas para tudo na vida e a que menos consegui entender é porque das besteiras que faço. Mesmo sem querer acabo me metendo em coisas que nada tem a ver comigo...

Como dizia Fernanda: “pouco adiantou acender cigarros, falar palavrão e perder a razão...”.

Tenho me martirizado demais por coisas assim.

Como eu pude perder a chance que sempre esperei só pra bater cabeça ao som de bandas boas. Talvez isso nem tenha valido realmente a pena. Esperar uma nova chance é o que eu chamo de ressaca agitada.

Eu nunca consegui ficar parado mesmo. Minha adrenalina nunca me deixou esperar, se bem que esperar é perda de tempo para caras como eu, mas se arrepender pelo resto da vida é a pior coisa do mundo e muito mais por ser por coisas que você não fez. Isso me irrita às vezes.

Tenho pensado muito sobre a pessoa que estou me tornando. Acho que deixei de ser quem eu conservava para ser quem eu odiava. Estou tentando me achar e não posso te dizer se vou mudar.

As tentações deste mundo são grandes e acabam nos agarrando pelas pernas e como você me levam sempre onde querem.

Lili é quem sempre dormia com um drink na mão, se arrastava com seu jeito tão estranho. Lili é quem via assombração e filosofava no balcão. A única coisa que sinto igual a ela é essa maldita vontade de explodir o mundo, mas sou só um garoto tentando ser perfeito.

E talvez Fernanda tenha toda razão...

3 comentários:

priscila | 18 de agosto de 2009 17:25

é socio !! o q falar das tuas palavras??? estamos na mesma!! e axo q nu fundo temos essa resposta e por isso ...continuamos sendo os mesmos!!

Joy | 21 de agosto de 2009 14:02

valha mah eu postei algo agora parecido com isso
valhaa e agora q eu li o teu
aff
plagiei o kim q decadencia :/
te amo kim!!

Kim Sousa | 25 de agosto de 2009 17:07

Pa merda Joyce, tu me plageia e ainda fica frescando...ahh

Postar um comentário

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness