Então eu gritei...

Então eu gritei... gritei, xinguei e desisti... eu quase bati, apenas quase, não bati, mulher não merece esse tipo de tratamento... Sou sim, hoje, um ogro, ruim e raivoso... Não aceito mais besteiras, não dou mais atenção pra conversas bobas e sem sentido... Não gosto mais de dizer coisas românticas ou mesmo de segurar a mão... Não sou mais assim...

Engraçado que depois de quase três anos, essa seja a imagem que irá ficar guardada na mente... A imagem de alguém explosivo, de alguém desconfiado, de alguém revoltado e sem paciência... É essa a imagem... Mas pra dizer a verdade eu já nem me importo mais se essa vai ser a imagem que irá ficar e a que os vizinhos irão guardar... Afinal, hoje eu sou assim mesmo...

Agora paremos para observar... Será que sempre foi assim? Eu respondo que não... Isso é uma construção... Foram meses e meses de mágoas, de tristezas e depressões... Meses e meses que não foram dados atenção por quem deveria... Meses e meses de angustia... Meses e meses de copos de plástico e rostos vazios...

Tudo começou com a demonstração de maldade... Poxa, éramos amigos por que me trata assim tão mal? Essa era a pergunta que eu mais fazia naqueles cinco meses... Lembra de quando eu disse: Feliz quatro meses de namoro... Eu disse isso com o rosto alegre e feliz, mas a resposta me derrubou na hora... Obrigado... Só um obrigado e mais nada...

Depois vieram os acampamentos... Era incrível a intimidade que você tinha em soltar piadas e se intrometer nas conversas dos outros... A pergunta que ficava na minha cabeça: Por que só homens? Como assim?... As brincadeiras que você fazia com mulheres era sempre para as três certas: Sua irmã, sua prima e sua melhor amiga... Mas era com todos os meninos... Incrível você nunca entender o por quê de eu achar isso repulsivo...

Ainda sobre os acampamentos... Lembra quando eu ficava triste com alguma coisa boba? Ficava chateado com algo que você fazia... Lembra da sua reação? Pois é, eu lembro bem... Dois, três dias sem uma palavra... Você sempre chegava como se nada tivesse acontecido... Nossa, esse é o amor verdadeiro da minha vida? Essa era a pergunta que eu mais fazia...

E assim foi... Nunca tivemos uma conversa... Uma que fosse tentando concertar as coisas... Lembro que eu costumava entrar em desespero e até batia a cabeça na parede algumas vezes, causa de eu ter fortes dores de cabeça hoje, e o que você fazia? Nada... Só ficava sentada olhando eu fazer o ato mais imbecil da minha vida que era bater a cabeça de desespero por que você não era capaz nem de abrir a boca e dizer uma palavra amiga...

Agora vem me perguntar o por que de eu ter me tornado esse ogro que grita e xinga tanto... As faltas de diálogo nessa relação me fez ter a certeza de nada disso valeu a pena... Foram sacrifícios, privações e mudanças por alguém que nunca se esforçou para fazer direito... Foram 2anos, cinco meses e quatorze dias sem uma conversa para concertar as coisas... Agora eu ti pergunto: Como você pensa manter um casamento para sempre sem uma conversar?

Triste pelas pessoas que não souberam dar valor ao que tinham, perderam e hoje se revoltam com a situação... Aprenda o ensinamento mais brega do mundo... Todo mundo sabe exatamente o que tem, só não acredita que um dia irá perder... Isso não passa de possessão, na forma mais ridícula que uma pessoa possa ter...

0 comentários:

Postar um comentário

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness