Sabe aqueles dias...

Sabe aqueles dias em que tudo o que você quer é sumir? Pois é, esse foi um desses dias... Não é que ele nunca tenha se repetido antes e nem que tenha sido a primeira vez, só que ele vem se repetindo demais ao decorrer desse mês...

Por favor, deixe-me crer que o meu único dia ruim irá terminar... É tudo o que lhe peço hoje, que esse dia termine bem... Mesmo sem entender o como cheguei a isso e nem que o que sempre costumo fazer, pra sair disso, possa ajudar dessa vez...

Sei que eu sempre estampo um sorriso quando me vêm, mas eu também preciso ser sincero com o que sinto... Para poucos eu sustento o sorriso e a calma, mas ainda assim é difícil não ofender ou magoar, mesmo sem querer, já que o importante não é o que você diz, mas sim a forma como diz e isso é o que me deixa mal... não saber quando ofende e nem a quem ofendo, já que com ela eu nunca vou querer ser grosseiro...

Hoje me ligaram e deram-me os parabéns... Mais um ano, guri. Mais um ano e agora, já se foram sete... É engraçado pensar o quanto esses anos têm passado rápido... Lembra do que eu sempre costumava ti pedir? Me acorde quando outubro tiver terminado, o verão veio e se foi, mas acho que ainda sou o mesmo daquele dia, dia em que eu não pudia ti ouvir gritar, mas se importar é algo que eu tenho feito muito, até demais pro meu gosto...

Não é que eu queira, só que não da pra não se importar com a falta de consideração das pessoas... Ás vezes eu fico desejando voltar a ser como eu era antes. Antes de você ir embora, antes de eu voltar a trocar aquela velha catraca empoeirada por aquele velho e maltratado coração... Hoje ele carrega esparadrapos, costuras e até uns buracos, mas ele ainda funciona bem... Bem até demais...

Certa vez me ensinaram que só as pessoas que amamos nos machucam de verdade... eu nunca acreditei nisso, mas depois de um tempo vi que isso é verdade... é isso o que mais dói... Então velho coração, já que eu aprendi a lição, será que não está na hora de me deixar em paz?

2 comentários:

Maxi | 20 de outubro de 2011 14:52

a paz nunca fica no mesmo lugar..nem aparece quando a gente quer..

Lys Fernanda | 20 de outubro de 2011 18:04

Conheço bem esses dias, bonne après-midi meu jovem, se cuida e aparece mais vezes!

Postar um comentário

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness