Através das fronteiras estaduais...

Não se preocupe comigo, eu estou bem. Eu sou só uma garota com cicatrizes nos pulsos...
Não, eu não quero remédio nenhum! Porque o remédio faz me sentir em lugar nenhum! Não gosto. Não é divertido. Quero quebrar as janelas, partir os vidros e quem se importa se as facas da cozinha não são amigas?
Podemos fechar os olhos, fazer contagem regressiva e deixar a chuva cai no rosto...

Lulu McAfee é uma mulher branca, solteira, de 38 anos, que foi hospitalizada 30 vezes por tentativa de suicídio e se auto-mutilar. A noite costuma ficar agitada. Não gosta muito de barulho. Às vezes, sente um espinho no pé e não há nenhum. E, ai, ela tropeça e quase cai, estende a mão e um estranho a ampara...

A minha experiência na faculdade está sendo a que eu havia planejado, está acontecendo tudo o que eu havia esperado. Não me arrependo de nada e acho que nenhum de nós se arrepende. Passamos por aquilo que temos que passar. É assim quando você vai sair de carro, você planeja tudo direitinho, mas ai uma hora você faz uma curva errada ou pega um atalho e acaba saindo em um lugar estranho que nem consegue achar no mapa e começa a fazer coisas que nem imaginava. Talvez se sinta um pouco perdido durante o trajeto, mas depois percebe que foi a melhor parte de toda a viagem...

Já a solidão não me faz muito bem, me da tempo para refletir sobre a natureza das coisas... Eu imaginava como uma pessoa pode ser tão importante na vida de uma outra em um dia e simplesmente desaparecer no outro... Não era pra durar pra sempre...???


Pelo menos uma vez
Alguém rouba seu coração
E você muda para sempre
Mesmo quando sabe que deve partir
Acha difícil ir
Os sentimentos ficam
Mas uma voz lá no fundo
Diz que não dá mais

Então diga adeus
Não posso dizer
Que não irei me sentir mal
Mas estou feliz
Por tudo que tivemos
De bom e de ruim
Apenas diga adeus e olhe para mim
E saberá o que ainda sinto por você
Apesar de termos dito adeus...


Para a minha Lulu, que me levou a
outra viagem com capota


Obs.: Texto retirado, adaptado e baseado nos filmes Eternamente Lulu e Três formas de amar, a música de autoria de lauren kinkade, Say Goodbye.
http://www.youtube.com/watch?v=MODp85W2Bno

6 comentários:

Jυℓyαnα ツ | 3 de setembro de 2010 19:52

Acho que nada é para sempre então torna-se infundado imaginar que assim o será...



;*

wanessa mhaira maia | 3 de setembro de 2010 21:26

kiiim tu é phoda. ♥

// M α r i | 3 de setembro de 2010 21:47

caramba, eu me vi escrevendo isso. nossa, parece que vc leu minha mente. "Eu imaginava como uma pessoa pode ser tão importante na vida de uma outra em um dia e simplesmente desaparecer no outro... Não era pra durar pra sempre...???" -- sempre pensei tanto nisso.
muuuuito lindo o texto. Me tocou
bj

Marcela Alves | 4 de setembro de 2010 19:44

Oi moço. Nossa amei o post, perfeito. quando voce conseguir entender como uma pessoa é tao importante na vida de outra em um dia e simplesmente desaparecer no outro, voce me conta ok.. rsrsrsrs


beeijos

Leca | 7 de setembro de 2010 19:42

Que lindo esse texto...
adorei esse passeio...

Beijos
LEca

Rayanne | 13 de setembro de 2010 23:14

Me sintu como no primeiro paragrafo sabe!
Mais sera que as facas naum saum amigas mesmo:

Postar um comentário

G+

Mostruário...

Qualquer Coisa © 2008. Blog design by Randomness